Home Tênis Thiago Wild vai à terceira rodada no Masters 1000 de Madri

Thiago Wild vai à terceira rodada no Masters 1000 de Madri

Brasileiro faz duplo 6/4 em sets diretos e pode encarar Carlos Alcaraz na próxima fase do torneio espanhol

Carlos Lemes Jr
Olá! Sou Carlos Lemes Jr e sou Jornalista formado, desde 2012, e no Torcedores, desde 2015. Matérias exclusivas pelo site publicadas nos portais IG, MSN e UOL. Escrevo sobre: futebol, mídia esportiva, tênis e basquete. Acredito que o esporte seja uma ótima ferramenta de inclusão, pois, sou cadeirante. Então, creio que uma das minhas "missões" aqui no Torcedores seja cobrir esporte paralímpico. Hobbies: ler, escrever e escutar música.
Thiago Wild vence Lorenzo Musetti

Thiago Wild - de frente - cumprimenta italiano (Divulgação/X jornalista José Morgado)

O tênis brasileiro continua muito bem no Masters 1000 de Madri. Jogando pela segunda fase do torneio, Thiago Wild bateu o italiano Lorenzo Musetti por duplo 6/4 e 1h28 de partida e avançou para a terceira rodada na capital da Espanha nesta sexta-feira, 26 de abril.

PUBLICIDADE

“Eu acho que o diferencial para esse jogo foi minha solidez, consegui ser bem sólido nos momentos importantes, consegui jogar na medida certa, tive uns break points contra, mas consegui manter a calma, jogar no padrão, manter o que tinha combinado com o Duda( Matos, técnico). Feliz em sair com a vitória”, analisou Thiago.

Agora, Wild espera o vencedor entre Carlos Alcaraz e o cazaque Alexander Shevchenko. A próxima partida do tenista do Brasil acontece, provavelmente, no próximo domingo (28).

PUBLICIDADE

O jogo de Thiago Wild

No 1º set, o jogo foi parelho até a igualdade de 2/2 com o brasileiro quebrando o serviço do adversário no quinto game. Em compensação, Wild salvou os dois breaks que Musetti teve a seu favor na parcial.

A partir daí, o paranaense de 24 anos controlou até sair em vantagem de 1 a 0 em sets. Outro número que chamou bastante atenção foram a quantidade de winners de cada um: 16 a 9 para Thiago.

A história da segunda parcial foi semelhante em termos de equilíbrio. Com o primeiro serviço, em quadra, Seyboth Wild levou 84% dos pontos contra 75% do oponente. a quebra decisiva veio no nono game e 5/4 para o brasileiro, que aproveitou um erro de forhand do italiano para sacramentar a vitória.

Brasileiro repetiu resultado de final juvenil no Masters 1000 de Madrid

Esta foi a primeira partida entre os dois no circuito profissional, mas, em 2018, eles se enfrentaram pela final do US Open Juvenil. Ocasião, quem levou a melhor também foi Thiago Wild, que ficou com vitória e o título.

PUBLICIDADE