Home Futebol Vampeta reforça visão de Tite sobre duas estrelas do Flamengo: “Não gostava”

Vampeta reforça visão de Tite sobre duas estrelas do Flamengo: “Não gostava”

Comentarista voltou a sinalizar motivo para decisão do treinador envolvendo o trabalho na seleção brasileira

Bruno Romão
26 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: [email protected]
Tite

Tite, treinador do Flamengo (Pedro H. Tesch - Getty Images)

Após o revés do Flamengo contra o Bolívar, pela Libertadores, Vampeta avaliou o desempenho da equipe carioca. Reprovando o sistema de rodízio no elenco, o ex-jogador também fez questão de ressaltar uma história polêmica atrelada aos casos de Gabigol e Bruno Henrique.

PUBLICIDADE

De acordo com o que ouviu de Mauro Beting, Vampeta sinalizou que os dois atacantes não eram bem vistos durante o período do comandante na seleção brasileira. Diante disso, nenhum deles marcou presença em duas Copas do Mundo.

Enquanto Bruno Henrique foi escalado no confronto, Gabigol sequer vem atuando nos últimos jogos. O camisa 10 está suspenso devido a uma acusação de fraude em exames de anti-doping.

PUBLICIDADE

“Eu já falei aqui. O Mauro Beting era companheiro nosso, já não é mais, que Deus abençoe onde ele estiver trabalhando. O Mauro Beting falou pra mim que o Tite não gostava do Bruno Henrique e nem do Gabigol.”, disse o Velho Vamp, no Canelada, da Jovem Pan.

“Deu sorte que o Gabigol fez a m…, não precisou interferir em nada.”, completou.

Vampeta cobra melhor desempenho do Flamengo

Na sequência, Vampeta deixou claro que o Flamengo está longe de mostrar um futebol de encher os olhos. Neste cenário, como o trabalho de Tite não está no início, o ex-jogador considera que o técnico precisa ser cobrado.

PUBLICIDADE

“Já vão fazer oito meses de Flamengo. A gente ainda não viu uma grande atuação […] O Tite vai carregar essa p… de retranqueiro. A seleção jogava ofensivamente e o Flamengo não joga defensivamente. O Dorival foi campeão da Libertadores e Copa do Brasil, e não renovaram porque acharam que não jogava um futebol como o do Jorge Jesus.”

“São quase oito meses com o De La Cruz e outros jogadores. Até mesmo nas finais com o Nova Iguaçu não foi uma supremacia de amassar. O que se cobra é um futebol melhor jogado.”, afirmou.