Home Futebol Casagrande critica António Oliveira após fala sobre jogador do Corinthians: “Não gostei”

Casagrande critica António Oliveira após fala sobre jogador do Corinthians: “Não gostei”

Treinador do Timão foi criticado pelo comentarista, que gostaria de ver o comandante da equipe mais incisivo sobre o assunto

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016. Radialista na Paiquerê 91,7.
António Oliveira, Corinthians

António Oliveira em entrevista coletiva no Corinthians (Rodrigo Coca / Agência Corinthians)

O comentarista Walter Casagrande Júnior criticou o técnico António Oliveira, do Corinthians, durante sua participação no UOL News Esporte. Para o ex-jogador, Oliveira deveria ter sido mais incisivo ao ser questionado sobre Cássio em entrevista coletiva.

PUBLICIDADE

Casagrande gostaria de ter visto o português mais direto sobre a decisão envolvendo a permanência ou não do camisa 12 no clube ao menos até o fim de 2024.

“Sobre a entrevista do António Oliveira, ele pode decidir, sim. Como não? Sou eu que vou decidir? Ele é o treinador, se ele chegar e falar assim: ‘eu quero Cássio porque ele é importante para mim, ele está numa fase difícil agora, mas eu pretendo recuperá-lo e eu espero que ele jogue, é meu titular’. Aí o Cássio fica”, destacou Casagrande, que seguiu.

PUBLICIDADE

“É assim que o treinador pode e deve tomar uma posição. Ele ficou em cima do muro.”

Para Casagrande, António Oliveira “lavou as mãos”

O ex-atacante revelado pelo Corinthians disse que o português não afirmou qual é sua posição sobre a permanência ou a saída de Cássio. António Oliveira foi o responsável por sacar o ídolo da equipe do time titular para promover Carlos Miguel, que tem se destacado.

“O António Oliveira não fez isso, não tomou posição, lavou as mãos. Na minha opinião, pelo que entendi, ele fez uma despedida do Cássio, ele falou todas as características humanas do Cássio, toda a importância dele como jogador do Corinthians, para o Antônio Oliveira é o maior ídolo da história do clube, no meu currículo eu vou colocar que eu treinei o Cássio”, apontou Casagrande, que seguiu:

“Só faltou falar assim: ‘Cássio, boa sorte, vai trabalhar em outro lugar porque eu já fiz o meu o meu papel aqui de valorizar tudo que você fez pelo Corinthians’. Eu não gostei da entrevista.”

PUBLICIDADE