Home Futebol Casagrande detona reação no Flamengo após retorno de Gabigol: “Ridículo”

Casagrande detona reação no Flamengo após retorno de Gabigol: “Ridículo”

Comentarista reprovou clima de festa para celebrar volta do jogador ao CT do clube carioca

Bruno Romão
Bruno Romão atua, como redator do Torcedores.com, na cobertura esportiva desde 2016. Com enfoque em futebol brasileiro, futebol internacional e mídia esportiva, acumula experiência em eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas. Possui diploma de bacharelado em Jornalismo pela Universidade Estadual da Paraíba.
Gabigol.

Gabigol teve aval para voltar ao CT do Flamengo (Marcelo Cortes /CRF)

Agindo nos bastidores, o Flamengo conseguiu o efeito suspensivo de Gabigol. Condenado por tentativa de fraude em um exame antidoping, o camisa 10 está livre para voltar aos gramados, algo que rendeu aplausos no momento em que o atleta retornou ao Ninho do Urubu. Neste cenário, a reação vista no CT foi totalmente reprovada em discurso de Casagrande.

PUBLICIDADE

Sem criticar a decisão da Corte Arbitral do Esporte, Casagrande acredita que o retorno de Gabigol deveria ser silencioso. Isso porque o ídolo do Flamengo ainda está sendo acusado, tendo em vista o desfecho pendente do caso.

“A volta usou o direito de efeito suspensivo. Mas fazer festa para a volta de um jogador acusado de ter burlado o exame antidoping? É ridículo. Tinha que voltar e não ter festa, entrar no vestiário e de cabeça baixa. Sorrindo por quê? Aplaudiram o quê? Qual é o motivo de aplaudir um cara que está sendo acusado de burlar o exame antidoping?”, questionou Casão, em live do UOL Esporte.

PUBLICIDADE

Na sequência, Casagrande indicou uma inversão de valores na sociedade brasileira. Levando em conta a conduta de Gabigol no momento de realizar o exame, o comentarista considera que a celebração na volta do jogador não condiz com a realidade.

“O Gabriel tinha que voltar porque usou justamente o seu direito. Mas tem que voltar, botar a roupa de treino e conversar com os caras. Tudo em uma coisa tranquila. Não tem motivo para comemoração, aplauso e nem para cumprimentar ninguém.”

“A sociedade brasileira está com os valores invertidos. Foi uma acusação de desonestidade. Burlar um exame antidoping você não está sendo honesto com os outros jogadores que estão fazendo. Você volta e é recebido com uma fila de aplausos… o que vão fazer se ele fizer dois gols?”, prosseguiu.

Pressão para Tite no Flamengo?

Apesar do período afastado, Gabigol manteve a forma física em dia. Diante do momento de declínio do Flamengo, Casagrande enxerga que Tite pode sofrer uma grande pressão para utilizar o camisa 10.

“O Tite, mesmo o time não jogando bem, ele não tinha dúvidas para escalar. Se ele fosse escalar o time titular, o centroavante era o Pedro e pronto. Agora, com a volta do Gabriel, tem uma pressão pública, o time não joga bem e uma grande parte da torcida apoia o Gabriel.”, sinalizou.