Home Futebol Casagrande “ignora” Abel e aponta técnico com melhor trabalho no futebol brasileiro hoje

Casagrande “ignora” Abel e aponta técnico com melhor trabalho no futebol brasileiro hoje

Comentarista exaltou eficiência tática que não foi vista nos jogos de Fluminense e Flamengo

Bruno Romão
Bruno Romão atua, como redator do Torcedores.com, na cobertura esportiva desde 2016. Com enfoque em futebol brasileiro, futebol internacional e mídia esportiva, acumula experiência em eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas. Possui diploma de bacharelado em Jornalismo pela Universidade Estadual da Paraíba.
Abel Ferreira.

Abel Ferreira, em jogo do Palmeiras na Libertadores (Cesar Greco/Palmeiras)

Contratado para recolocar o Atlético-MG nos eixos, Diego Milito vem cumprindo a tarefa. Após a vitória do Galo sobre o Sport, pela Copa do Brasil, Casagrande rasgou elogios ao argentino, visto como o autor do melhor trabalho, atualmente, entre todos os técnicos do futebol brasileiro. Por conta do futebol agressivo da equipe, o impacto trazido pelo profissional foi enaltecido pelo ex-jogador.

PUBLICIDADE

“Eu acho o Gabriel Milito, neste momento do ano, o cara que está fazendo o melhor trabalho no futebol brasileiro. O Atlético-MG é o time que está jogando melhor e o time mais agressivo do futebol brasileiro.”, disse Casão, em live do UOL Esporte.

Na sequência, Casagrande exaltou o padrão tático do Atlético-MG. Ainda que ajustes sejam necessários, o comentarista enxerga um time bastante eficiente no ataque e que costuma sufocar o adversário.

PUBLICIDADE

“É um time de poucos toques de bola, mas vai tocando pra frente. Em pouco tempo está criando situações de dificuldade para a defesa adversária, chutando pro gol, fazendo tabela e indo pra cima. Joga vertical. Tem muito poucos toques pro lado e pra trás. Quando passa do meio-campo, dificilmente volta a bola para recomeçar a jogada, como a grande maioria do futebol brasileiro faz e acham legal.”, prosseguiu.

Casagrande “corneta” desempenho de Flamengo e Fluminense

Em contrapartida ao desempenho do Atlético-MG, Casagrande destacou a falta de eficiência de Flamengo e Fluminense. Isso porque os rivais, na quarta rodada do Brasileirão, pecaram no setor ofensivo e acabaram sendo derrotados.

“Você pega Flamengo, com 90 minutos e mais acréscimos, e o Fluminense, com 90 minutos e mais acréscimos, e não teve um chute no gol. O Flamengo teve posse de bola de 60% contra 40%. Fluminense e Corinthians foi 70% a 30%. O Corinthians meteu 3 a 0, e o Botafogo meteu 2 a 0.”, ressaltou.