Home Futebol Neto detona atitude do Palmeiras sobre Brasileirão Série A: “Será?”

Neto detona atitude do Palmeiras sobre Brasileirão Série A: “Será?”

Ex-jogador subiu o tom contra o posicionamento de diretor palestrino após derrota para o Athletico-PR, no certame nacional

Cido Vieira
Jornalista graduado no Centro Universitário Uninter. Trabalho no Torcedores.com desde 2017, desempenhando a função de redator. Sou setorista do futebol pernambucano em rádios locais e um verdadeiro apaixonado pelo esporte bretão.
Neto, ex-jogador

Neto nos bastidores do programa "Os Donos da Bola" (Reprodução - YouTube)

O apresentador Neto subiu o tom contra o diretor de futebol do Palmeiras, Anderson Barros, pela entrevista dada no final do jogo deste domingo (12), onde o mesmo manifestou o posicionamento contrário do clube acerca de uma possível paralisação do Brasileirão em meio à tragédia climática que assola o RS nas últimas semanas.

PUBLICIDADE

Favorável à pausa dos certames das quatro divisões, Neto detonou o dirigente, e sugeriu que o calendário fique “travado” por ao menos um mês, afirmando que isso não será prejudicial para os times brasileiros.

“O senhor tem familiares lá? Como é que uma pessoa competente como você pode falar uma besteira dessa? É uma opinião sua. Meu irmão, o futebol não merece ficar jogando com o que está acontecendo. Será que a gente não pode parar um mês? Quem vai passar fome se parar por um mês? Você não pensa no Grêmio, Internacional, Juventude?”, indagou Neto.

PUBLICIDADE

“O futebol não representa absolutamente nada no momento como este”, complementou o ex-jogador.

Criticada por Neto, CBF convoca reunião

Neste domingo (12), a CBF convocou uma reunião extraordinária do conselho técnico do Brasileirão para o dia 27 de maio, às 14h. O encontro terá a presença dos 20 clubes participantes da Série A, e terá como discussão base a possibilidade de paralisação da competição.

Na última semana, a entidade já havia anunciado o adiamento de todas as partidas que envolvem clubes gaúchos nas quatro divisões nacionais, sendo visitante ou mandante, por 20 dias, prazo este que justamente coincide com a data desta reunião convocada. No último sábado (11), a CBF tinha enviado um ofício aos clubes das Séries A, B, C e D, pedindo um posicionamento sobre ser favorável ou não à paralisação. O texto foi assinado pelo presidente Ednaldo Rodrigues.