Home Futebol O que o SPFC quer para liberar James Rodríguez no meio do ano

O que o SPFC quer para liberar James Rodríguez no meio do ano

Meia não ficará no São Paulo e procura uma nova equipe; falta de ofertas ’emperra’ saída do colombiano do Morumbis.

Victor Martins
De Santo André-SP, formado em Jornalismo pela Unversidade Metodista de São Paulo (classe de 2010-13), trabalhando no Torcedores desde janeiro de 2016 (ou algo neste sentido). Iniciado na profissão desde meados de 2006, ao fazer a cobertura da Copa do Mundo da Alemanha para o site Abolanet. cobrindo jogos e os destaques de algumas seleções durante o evento, e posteriormente trabalhando neste até cerca de 2007. Entre os anos de 2008 e 2015, trabalhei para uma agência de notícias que produziu conteúdo para diversas páginas. Destas, principalmente a da Federação Paulista de Futebol, fazendo serviços de placar ao vivo das mais diversas competições (nacionais e internacionais) e serviços de pós-jogo focados nos clubes de São Paulo Desde 2016 venho trabalhando no Torcedores, onde venho desempenhando uma série de funções dentro do site, como setorista de clubes do futebol brasileiro e de outros esportes (MMA), além de trabalhar em várias partes do organograma da página. Atualmente, exerço trabalho na cobertura de futebol nacional e internacional, com a criação de matérias sobre clubes e jogadores, além de produção de guias de TV (onde assistir aos jogos) das partidas dos mais variados torneios no Brasil e no mundo
James Rodríguez

James Rodríguez não deve ficar no SPFC no meio do ano (Foto: Paulo Pinto / São Paulo FC)

James Rodríguez não joga mais pelo São Paulo e o clube quer achar um novo time para o colombiano jogar. No entanto, o SPFC tem enfrentado algumas dificuldades para tentar liberar o meia, mas segue buscando uma saída para isto.

PUBLICIDADE

E já já uma estratégia para isto, segundo o Uol Esporte. O Tricolor pondera em liberar o meia mesmo sem ter compensação financeira. O ponto de importância são os salários que o atleta recebe pelo clube. Juntando os valores mensais e as luvas de assinatura do contrato, o custo que James gera ao time chega a R$ 1 milhão.

Se liberar James Rodríguez no meio do ano para potenciais interessados, o SPFC poderia tentar um acordo com o meia para não arcar com os custos dos salários e das luvas, que começaram a ser pagas parceladamente ao colombiano a partir de janeiro de 2024. Caso não haja tal acerto, apenas os salários seriam ‘dispensados’, cabendo ao Tricolor pagar o restante das luvas.

PUBLICIDADE

A economia estimada aos cofres do São Paulo é de R$ 1,5 milhão caso o meia seja liberado no meio do ano. Mas o grande obstáculo quanto a isto é o fato de que não surgiram ainda interessados dispostos a arcar com tais custos e tirar o jogador do Morumbis.

Especulações apontavam que Boca Juniors e Everton poderiam ser destinos para James Rodríguez, mas ambos são possibilidades negadas. A aposta da diretoria são-paulina é ver uma boa performance do jogador pela Copa América, onde deve defender a Colômbia, na qual poderá ter possíveis interessados no atleta.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial