Home Futebol Raphael Veiga cai de rendimento em cobranças de pênaltis pelo Palmeiras; veja os números

Raphael Veiga cai de rendimento em cobranças de pênaltis pelo Palmeiras; veja os números

Meia-atacante continua com fase complicada do Verdão e teve penalidade desperdiçada contra o Athletico-PR

Beatriz Ojeda
Ex-atleta, formada em Letras e apaixonada por esportes desde sempre. Colaboradora do Torcedores por ser o melhor lugar para aliar as duas grandes paixões.
Raphael Veiga no Palmeiras

Raphael Veiga lamentando em jogo do Palmeiras contra o Athletico-PR no Brasileirão. (Créditos: Alexandre Schneider/Getty Images)

Neste domingo (12), o Palmeiras recebeu o Athletico-PR na Arena Barueri e foi derrotado por 2 a 0. Em uma partida apática e sem criatividade ofensiva, o Verdão ainda sofreu com a chance de gol perdida por Raphael Veiga. O camisa 23 do Alviverde teve pênalti defendido pelo goleiro Bento e viu seu rendimento em cobranças cair.

PUBLICIDADE

Raphael Veiga e desperdiça pênalti no Palmeiras

Anteriormente, não havia dúvidas de que o meia-atacante era um dos maiores cobradores de penalidades máximas no futebol brasileiro. A eficiência de Raphael Veiga em pênaltis era motivo de tranquilidade para os torcedores do Palmeiras. Entretanto, a má fase do jogador fez com que seu aproveitamento nas cobranças caísse também.

O camisa 23 é cobrador oficial de penalidades máximas do Verdão desde 2020. O meia perdeu a sua primeira cobrança no clube apenas em 2022, batendo 24 pênaltis e convertendo todos até aquele momento. Desde então, Veiga reduziu drasticamente seu desempenho na marca de cal e, nas últimas 20 cobranças, acertou 13 e errou sete.

PUBLICIDADE

Portanto, de um aproveitamento que era 100%, atualmente caiu para 65%. Nesta temporada, o nível de desempenho de Raphael Veiga caiu em todos os sentidos, recebendo questionamentos frequentes dos torcedores. Por outro lado, Bento, o goleiro do Athletico-PR, é o arqueiro do Brasileirão que mais defendeu pênaltis nos últimos dois anos, evitando o gol em três ocasiões de sete cobranças.

Porém, apesar da queda no rendimento de cobranças, o camisa 23 está a apenas um pênalti convertido de distância de igualar o número de gols de Evair, contabilizado desde 1990. O ídolo do Palmeiras converteu 33 pênaltis para o clube dentro dos 90 minutos do Maior Campeão do Brasil, por sua vez, Raphael Veiga já conseguiu 32 desde sua chegada ao clube.