Home Futebol Ex-SPFC, Renan aponta segredo do sucesso para um treinador: “Tática todos entendem”

Ex-SPFC, Renan aponta segredo do sucesso para um treinador: “Tática todos entendem”

Campeão da Libertadores e do Mundial pelo São Paulo, o ex-volante não teve tanta sequência no clube do Morumbi

André Salem
Jornalista desde 2016, redator do Torcedores.com desde 2022. Apaixonado pelo futebol brasileiro, escrevo principalmente sobre o Brasileirão Série A.
Renan

Renan em entrevista ao podcast (Reprodução/Youtube)

Revelado pelo SPFC, o ex-volante Renan nunca escondeu a sua paixão pelo Tricolor Paulista. Ele iniciou a sua trajetória como jogador em 2004 e, em 2005, se consagrou, fazendo parte do time que venceu a Libertadores e o Mundial.

PUBLICIDADE

No ano seguinte, porém, perdeu espaço e foi emprestado para o Juventude. Depois, nunca mais teve sequência no SPFC, acumulando empréstimos para Cruzeiro, Vitória, Atlético-MG, Guarani e Al-Ittihad. Em 2010, deixou o São Paulo para atuar em Portugal. Depois, ainda passou por clubes como Athletico-PR, Sport, Portuguesa, entre outros.

Então, Renan esteve no podcast “Futeboteco”, onde relembrou momentos da sua carreira, além de falar sobre futebol em geral. Durante o papo, o ex-volante relembrou os grandes treinadores que ele trabalhou e falou que a tática é o segundo plano para o sucesso de um técnico.

PUBLICIDADE

“A minha opinião a respeito de treinador é o seguinte: entender de futebol, todos entendem. De tática, todos entendem. 4-4-2, 3-5-2, 4-1-4-1, 3-4-3… todos entendem. Se você não fizer 30 se matarem por você dentro do campo, esquece. O que conta mais é a gestão de pessoas. De homens”, iniciou Renan.

Como fazer uma boa gestão de pessoas

Em seguida, o ex-jogador do SPFC foi questionado sobre qual seria a melhor forma de gerir um grupo.

“Principalmente falando a verdade. Você vai entrar num vestiário que tem 30 homens no qual 11 jogam e oito vão para o banco. Então, são 11 felizes para caramba, os outros mais ou menos e os outros tudo p*. E você tem que fazer todos eles correrem para o mesmo lado. Se matar por você dentro do campo”, completou.

Depois, Renan disse que Paulo Autuori, na qual trabalharam juntos no São Paulo, foi o melhor treinador que ele teve na questão de gestão de grupo.

PUBLICIDADE

“Dos que eu trabalhei, poucos conseguiram isso, e um deles foi o Paulo Autuori. Com o Paulo Autuori eu fui titular, reserva e nem relacionado. Qual foi a vez que ele me deu mais atenção? Quando eu não era relacionado. Ele me motivava, falava que eu era importante e que ia voltar a jogar”, contou.

“Não expor jogador publicamente numa entrevista… O treinador tem que falar que a culpa é dele. Aí, lá dentro do vestiário é outra história: ‘o amigo, vem cá, você não pode cometer esse erro’. Agora, jogador odeia ser cobrado publicamente. Chega no vestiário, sai no soco com ele, mas não cobra ele em entrevista, essas coisas, jogador odeia”, completou.

Treinador atual que é bom de gestão de grupo

Por fim, Renan destaca Renato Gaúcho como um bom exemplo de treinador que tem a gestão de grupo como principal característica e consegue ter sucesso.

“O Renato Gaúcho é um exemplo perfeito. Você não vê os jogadores se matando por ele? Ele está longe de ser um “Deus tático”, e mesmo assim é campeão de Libertadores, campeão de copa do Brasil… Mas, taticamente, você vê um time bem montadinho? Não vê. Ano passado foi vice-campeão Brasileiro sem ter time para isso.”

PUBLICIDADE

“Então, o Renato é um exemplo, que mesmo o treinador sendo “limitado” nas questões táticas e tal, o time dele sempre chega, tá ali beliscando semifinal, final, um título aqui, outro ali… o Renato é um exemplo perfeito de gestão de pessoas”, finalizou.

Veja o que foi dito na íntegra:

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial