Home Futebol Sormani critica técnico do Brasileirão e dispara: “Isso é preocupante demais”

Sormani critica técnico do Brasileirão e dispara: “Isso é preocupante demais”

Comentarista criticou fala do treinador sobre a variação tática da equipe na competição e destacou que o time é “refém” de um esquema

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016. Radialista na Paiquerê 91,7.
Pituca, Carille

Diego Pituca e Fabio Carille antes de Santos x Goiás (Raul Baretta / Santos FC)

Fábio Sormani não economizou nas críticas ao técnico Fabio Carille por conta de sua fala na entrevista coletiva após a vitória do Santos sobre o Goiás por 2 a 0 nesta quarta-feira (19). Questionado pelo repórter Ricardo Martins sobre a variação tática do time, Carille deixou claro que não pretende mudar o esquema da equipe, o que preocupou Sormani.

PUBLICIDADE

Para o comentarista, o time acaba se tornando “refém de um esquema só”, o que para ele faz o time ser facilmente anulado.

“Isso é preocupante demais. Sim, pq Carille admite ñ fazer qualquer variação, admite ser refém de um esquema só e, consequentemente, anular o Santos é tarefa das mais simples.”

Fala de Carille destacada por Sormani

No trecho destacado e compartilhado por Fábio Sormani, Fabio Carille deixou claro que mantém o mesmo esquema de jogo desde que iniciou sua carreira como treinador.

Para ele, não há necessidade de mudança. Seu plano para melhorar time é modificar características de jogadores quando for necessário.

“Variações? Eu tenho uma forma de jogar e só mudo a característica no setor. Minha carreira é e sempre foi assim (…) Não vou mudar a forma de jogar, e sim as características. Chermont varia bastante, mas daqui um pouquinho entro com Hayner, que vai dar mais apoio, mesmo vindo de trás, do outro lado tenho o Rodrigo Ferreira que marca mais”, destacou Carille no trecho compartilhado por Sormani e por torcedores do Santos.

“Com Escobar, posso usar um meia de lado e vindo para abrir o corredor. É um 4-3-2-1 que por vezes pode se transformar em 4-3-3 mudando a característica de jogadores.”

PUBLICIDADE

O Santos voltou a vencer na quarta ao bater o Goiás por 2 a 0 com gols de Tadeu, contra, e Willian Bigode.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial