Home DESTAQUE Torcedores de organizada do Corinthians planejam quitar Neo Química Arena

Torcedores de organizada do Corinthians planejam quitar Neo Química Arena

Ação tem como finalidade contornar de forma direta a ineficiência das gestões do Alvinegro para arcar com a dívida bilionária do clube com a Caixa, banco credor

Rogério Guimarães
Rogério Guimarães é editor e redator que atua há mais de dez anos com conteúdos web e impresso de vários segmentos. Formado em Geografia pela USP, Universidade de São Paulo, já trabalhou para agências de publicidade e editoras de material didáticos e técnicos, como FTD, Moderna, Sesi, Senai, Senac entre outras. Atualmente no Torcedores.com.
Visão interna da Neo Química Arena

Vista geral do estádio Neo Quimica Arena antes da Supercopa do Brasil Feminino entre Corinthians e Cruzeiro Danilo Fernandes/Sport Press Photo via ZUMA Press)

Torcedores da Gaviões da Fiel, organizada do Corinthians, sugeriram uma ação direta para ajudar o clube a quitar a dívida bilionária da construção da Neo Química Arena e assim aliviar a situação financeira caótica do clube.

PUBLICIDADE

A iniciativa partiu da Gaviões da Fiel e tem como metas fazer um levantamento minucioso da situação da dívida da construção do estádio com a Caixa Econômica Federal e criar um fundo especial e não vinculado ao clube para que todo o dinheiro seja repassado diretamente ao clube credor para ajudar na amortização do débito.

A ideia é que nenhum dirigente do clube tenha acesso ao dinheiro. A proposta ainda é inicial e está na fase de consulta, disponível no perfil de Instagram da torcida organizada.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Em texto veiculado em sua página principal, a proposta da Gaviões da Fiel sugere quatro metas para engajar os torcedores do Corinthians.

  1. Retomada da pauta
    Não é a primeira vez que surge a ideia de uma colaboração direta dos torcedores para ajudar na quitação da dívida. A primeira ação foi em 2020, mas a pandemia de coronavírus tornou inviável a continuidade da ação.
  2. Métodos de arrecadação
    A ideia da organizada é deixar claro quais serão os métodos mais seguros e eficientes para levantar o dinheiro e repassá-lo diretamente à Caixa.
  3. Engajamento da torcida
    Por mais que o torcedor corintiano seja um dos mais fanáticos e fiéis, as sucessivas crises têm ajudado a minar a paciência dos mais de 35 milhões de torcedores. A iniciativa busca retomar o orgulho de ser corintiano e a vontade de fazer o clube sair da crise
  4. Transparência
    A iniciativa pretende usar todos os meios possíveis para dar o máximo de transparência ao levantamento e repasse do dinheiro à Caixa.

Dívida do Corinthians

Construído para a Copa do Mundo de 2014, o Itaquerão, depois chamado de Neo Química Arena após o contrato de naming rights com a farmacêutica brasileira, é um dos estádios mais modernos do país.

Seu gramado é constantemente elogiado, sendo comparado em termos de qualidade com os de clubes da Premier League. Contudo, apesar da funcionalidade e até de alguns luxos, com direito a uso de mármore na entrada, o pagamento do estádio alvinegro tem se tornado uma verdadeira dificuldade para o clube nos últimos anos.

Foram várias tentativas de acordo, com o valor de juros subindo da cada ano e tornando cada vez mais difícil o pagamento. Somado a isso, a má gestão do clube, que sempre arrecadou milhões de reais em bilheteria, patrocínios e programa de sócio-torcedor, não soube administrar a situação e estabelecer um plano claro de quitação tanto da dívida do clube quanto do estádio.

PUBLICIDADE

Somadas as dívidas do clube com a do estádio, o Corinthians é a maior devedor entre os clubes do Brasileirão Série A de acordo com dados da consultoria EY, que chegou ao valor de R$ 1,589 bilhão

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial