Home Futebol Lista surpreende ao deixar Neymar e Romário de fora de top-10 do futebol brasileiro

Lista surpreende ao deixar Neymar e Romário de fora de top-10 do futebol brasileiro

Relação divulgada por perfil colocou Pelé no topo, mas deixou os dois atacantes de fora dos 10 primeiros do ranking

Marco Maciel
Marco Maciel é jornalista que atua cobrindo futebol brasileiro, com ênfase para o futebol gaúcho com Internacional e Grêmio e para a mídia esportiva. Graduado em jornalismo pela pela PUC-RS, em 2007, está no Torcedores.com desde 2022; passou pela redação e assessoria de imprensa da ALAP (Associação Latino-Americana de Publicidade); edita o site SAMBARIO, voltado para sambas-enredo, desde 2004; e passou a escrever para o site NasPistas.com a partir de 2023.
Pelé e Neymar, dois ídolos da história do Santos

Pelé e Neymar, dois ídolos da história do Santos (Divulgação/Santos FC)

Perfil notório por trazer listas e rankings históricos do futebol, o Gol del Corazón comandado pelo jornalista boliviano Diego del Barrio realizou um top-60 dos maiores jogadores brasileiros de todos os tempos.

PUBLICIDADE

Chamou a atenção a ausência de nomes consagrados como Romário, Neymar e Rivellino nos 10 primeiros na relação. Enquanto o Baixinho foi classificado em 11º, o atacante do Al Hilal terminou em 12º lugar e o tricampeão mundial em 1970 ficou em 13º.

Pelé lidera a lista, seguido por Ronaldo Fenômeno em segundo e Garrincha completando o pódio. Fecham o top-10, pela ordem de classificação definida por Diego del Barrio: Ronaldinho Gaúcho, Jairzinho, Zico, Rivaldo, Kaká, Cafu e Roberto Carlos.

PUBLICIDADE

Depois de Romário, Neymar e Rivellino, fecham a lista do top-20 na ordem: Didi, Falcão, Ademir da Guia, Daniel Alves, Taffarel, Marcelo e Carlos Alberto Torres.

Outros levantamentos do futebol brasileiro

O Gol del Corazón costuma produzir diversos rankings históricos do futebol. Diego del Barrio já divulgou os maiores trios de jogadores, além da seleção brasileira de todos os tempos e da seleção mundial da história.

Entre outros levantamentos, o perfil montou as seleções históricas de Alemanha, Itália e Argentina. Por fim, ao eleger o top-60 de jogadores argentinos, colocou Messi na primeira colocação, superando Maradona em segundo. Di Stéfano completa o pódio.

PUBLICIDADE
18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial