Athletico Paranaense rebate Tiago Nunes e critica divulgação de processo

Ex-clube diz ter realizado todas as obrigações contratuais com o treinador

Alan Prodelik
Colaborador do Torcedores

Crédito: Geraldo Bubniak

 

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Embed from Getty Images

A crise entre Tiago Nunes e o Athletico Paranaense ganhou mais um capítulo nesta terça-feira (28). O clube do Paraná publicou uma nota em seu site oficial rechaçando as alegações de Nunes, que entrou em 16 de dezembro do ano passado na justiça com uma ação, pedindo R$ 1,1 milhão por premiações e direitos trabalhistas supostamente sonegados.

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Segundo o processo, os valores correspondem a R$ 500 mil do título da Copa do Brasil, salário, multas e o 13º salário. Tiago ficou de abril de 2017 ao final do Campeonato Brasileiro de 2019. Atualmente está no Corinthians

Em nota, Athletico garante ter cumprido as obrigações legais e irá recorrer para ‘’reparar todos os transtornos causados à Instituição, aos atletas e aos colaboradores’’.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Também critica a divulgação da ação. ‘’repugna-se toda e qualquer iniciativa que reflita abuso de direito, materializada na tentativa de se discutir pactuação decorrente de livre manifestação de vontade, bem como na irresponsável divulgação de documentação apócrifa que envolve nomes de terceiros alheios à demanda’’.

 

Leia na integra:

O Club Athletico Paranaense, em virtude das notícias veiculadas na mídia a respeito da reclamatória trabalhista promovida pelo ex-treinador Tiago Nunes, esclarece que absolutamente todas as obrigações legais e contratuais com o profissional foram cumpridas com o rigor de praxe.

 

Em que pese o direito de ação estar resguardado pela Constituição Federal Brasileira, repugna-se toda e qualquer iniciativa que reflita abuso de direito, materializada na tentativa de se discutir pactuação decorrente de livre manifestação de vontade, bem como na irresponsável divulgação de documentação apócrifa que envolve nomes de terceiros alheios à demanda, sem as cautelas legais necessárias, tal como requerimento de segredo de justiça.

 

O Athletico lamenta profundamente o ocorrido e informa que adotará todas as medidas jurídicas cabíveis para reparar todos os transtornos causados à Instituição, aos atletas e aos colaboradores.

 

Leia mais

Bruno Fernandes está acertado com o Manchester United, diz site português

Tiago Nunes entra com ação judicial contra o Athletico Paranaense