Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Nova geração e bons valores para a ‘Celeste Olímpica’

Conhecida por sua garra, vontade e tradição em competições, seleção uruguaia virá com uma geração técnica e com promessa de nova proposta para o mundial de 2022.

Eduardo Bento
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Bentancur, Valverde e Torreira: meio-campo uruguaio em alta na Europa - Crédito: Divulgação

As eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022 estão prestes a começar e, como de praxe, sempre fica aquela velha pergunta no imaginário dos fãs do principal esporte do globo: como será que vem as seleções para o próximo mundial?

Pois bem, o Uruguai, seleção tradicional no continente Sul-Americano e carrasca do Brasil na Copa de 1950, no famoso “Maracanaço”, com gol marcado pelo histórico Alcides Ghiggia e com falha do goleiro brasileiro Barbosa, será um dos grandes times da competição que acontecerá no Catar. Liderados por Óscar Tábarez – ou “Maestro” como é conhecido – e pela dupla de ataque Luis Suárez e Edinson Cavani, que colocam inveja em qualquer seleção, os uruguaios tem mais alguns bons motivos para fazer bonito e conquistar uma vaga no mundial.

O QUE VEM POR AÍ?

O diferencial desta atual geração será a mescla de bons valores, casos de jogadores experientes como sua dupla de avantes somada a grande rodagem do goleiro Fernando Muslera, e do zagueiro Diego Godin, terá o acréscimo de jovens em ótima fase em suas carreiras e que vem se consolidando no cenário europeu.

Os meio-campistas Rodrigo Bentancur (22 anos), da Juventus (ITA), Lucas Torreira (23 anos), do Arsensal (ING) e Federico Valverde (21 anos), do Real Madrid (ESP) estão em alta, atuando em nível elevado e se tornando cada vez mais expoentes importantes em seus clubes. Todos vem atuando como titulares em grande parte dos confrontos de suas equipes na atual temporada, sendo primordiais nas fases defensivas e nos momentos de criação e transição dos times para o ataque.

VALVERDE ESTÁ SOBRANDO

Atualmente, o principal destaque desta trinca uruguaia é Valverde, que está enchendo os olhos do ex-jogador e agora treinador multicampeão merengue Zinedine Zidane. Além de dominar diversas ações no meio-campo do Madrid, o jogador consegue aliar intensidade e muita qualidade tanto na saída, quanto na construção de jogo.

No entanto, o atleta ficou ainda mais notabilizado em um lance determinante no inicio deste mês. Na final da Supercopa da Espanha, em duelo contra o Atlético de Madrid, o meio-campista foi fundamental ao parar um contra-ataque do time Colchonero nos momentos finais da prorrogação, impedindo uma chance clara de Morata.

Na oportunidade, Zizou comentou sobre a atuação e a atitude do meia. “O Fede fez bem, tinha que fazer aquela falta, foi de suma importância. Ele ganhou o troféu de melhor do torneio, foi merecido, mas ele sabe que foi o troféu de todos”, destacou treinador.

MAIS DESTAQUES

E não param por aí, os uruguaios ainda contam com atletas já consolidados dentro do cenário futebolístico, casos do zagueiro José Giménez, do Atlético de Madrid (ESP), Diego Laxalt, do Torino (ITA), Vecino, do Internazionale (ITA), Lodeiro, do Seatle Sounders (EUA), e De Arrascaeta, do Flamengo (BRA).