Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Presidente do Atlético ‘ignora’ vontade de Cazares e manda recado sobre saída

Camisa 10 do Atlético admitiu desejo de respirar novos ares; clube não gostou das ofertas que chegaram

Eder Bahúte
Jornalista e assessor de imprensa.

Crédito: Bruno Cantini

O meia Cazares segue com futuro incerto no Atlético. Depois de revelar ao técnico Rafael Dudamel a vontade de deixar o clube, o jogador passou a não mais ser utilizado e a definição ficou a cargo da direção do Galo. As ofertas que chegaram pelo equatoriano não agradaram e, a permanência não está descartada.

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara já avisou que não abrirá mão do camisa 10 por qualquer valor. Vale lembrar que no meio do ano Cazares poderá assinar um pré-contrato com qualquer outro clube e sair “de graça”.

Você pode ganhar uma camisa comemorativa exclusiva! Abra a sua conta meu BMG Galo!

Não existe jogador inegociável no Atlético, mas a gente também não negocia jogador na base da pressão. Se chegar um valor que entendemos ser justo, pra qualquer jogador, o Atlético vai estudar e se for coisa boa vamos fazer. Até agora, as propostas que chegaram estão bem longe daquilo que a gente entende que seja um valor que compense fazer a negociação. Portanto, como ele tem contrato até dezembro deste ano, ele vai cumprir o contrato caso não chegue uma proposta à altura”, explicou o mandatário alvinegro que ignora o desejo do atleta em ser negociado.

A questão da vontade foi exercida lá atrás, quando ele assinou o contrato. Aí ele teve a vontade de ficar até aqui até o final do contrato. No meio dele, querer sair me parece uma coisa muito próxima de querer quebrar um contrato, um compromisso assumido. A vontade dele, neste aspecto, na minha opinião, vale muito pouco“, completa.

Sair de graça não preocupa?

Se por um lado existe a possibilidade real de uma perda financeira, a continuidade de Cazares é bem vista do ponto de vista técnico.

“Existem duas maneiras de você avaliar um jogador: através do que você pode arrecadar financeiramente e pelo recurso técnico. Cazares é um jogador refinado, que seria titular em 90% dos clubes sul-americanos. E, por isso, ele seria uma perda. E a reposição é cara, a gente vai procurar um jogador à altura. Então, se ele não sair, continua conosco. O retorno financeiro que podemos ter conquistando vitórias e títulos pode ser maior”, concluiu Sette Câmara,

LEIA MAIS: