Adilson Batista explica mudança de postura e reclama de arbitragem em classificação do Cruzeiro: “Horrorosa”

Em jogo cheio de reviravoltas, o Cruzeiro empatou por 2×2 com o São Raimundo-RR, e passou de fase na Copa do Brasil. Após a partida, o técnico Adilson Batista falou sobre o resultado

Diego Lucio Castro de Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Vinicius Silva/Cruzeiro

Foi difícil, mas o Cruzeiro avançou na Copa do Brasil após empate por 2×2 com o São Raimundo-RR, em Roraima. Com um time cheio de jovens, o técnico Adilson Batista, explicou as dificuldades que teve na partida.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Fala Adilson Batista!

Durante a partida, Adilson mudou algumas peças e deixou a equipe mais defensiva. O treinador explicou a mudança de postura.

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

O adversário induz a isso. Não joguei com regulamento debaixo do braço. Eles estavam fazendo ligação, nós estávamos tendo dificuldade. Quando entrei, com Judivan, melhoramos, tivemos chances de fazer o segundo, terceiro, criamos oportunidades com o Jesus. Tivemos oportunidades com Jesus, Desde o início de jogo tivemos com o Roberson, Jesus, o próprio Jhonata Robert fora da área, e eles na ligação e contra-ataque.”

Adilson completou lembrando que perdeu Maurício e Judivan, fato que prejudicou a estratégia do Cruzeiro durante a partida. Além disso, o técnico reclamou do gramado e da arbitragem.

O time deles começou abafa, jogando bola para a área. Maurício e Judivan sentiram. Fiz linha de três e outra de quatro. Não vejo problema em ter humildade, ver adversário jogando para trás, e você, de maneira inteligente, administrar isso. Quando você coloca time ofensivo e não consegue, às vezes tem que ter humildade de entender o que o campo está proporcionando. Arbitragem horrorosa, com muitos cartões, com o lance do primeiro gol impedido.”

Na segunda fase da Copa do Brasil, o Cruzeiro enfrenta o conterrâneo Boa Esporte. Nessa fase, o empate não beneficia mais o visitante. Em caso de igualdade, teremos decisão por pênaltis.

LEIA MAIS

Adilson diz que estreia do Cruzeiro na Copa do Brasil foi ‘para esquecer’