Com queda de Guto Ferreira, três equipes da série A já demitiram seu técnico com menos de 10 jogos no ano

Com menos de um mês de temporada, três equipes da primeira divisão nacional já mudaram de técnico. Os ex-treinadores caíram antes de 10 jogos no ano

Luiz Mutschele
Colaborador do Torcedores

Crédito: site oficial Sport

Ano novo e hábitos velhos, pelo menos é assim que começa 2020 no mundo do futebol e na dança dos técnicos. A demissão de Guto Ferreira no Sport, por conta da eliminação para o Brusque na Copa do Brasil  deu-se após apenas nove jogos na temporada de 2020. Além da derrota que eliminou a equipe da Copa do Brasil, o Leão da Ilha empatou quatro partidas no Pernambucano, além de vencer uma e empatar três pela Copa do Nordeste.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Com a queda dele, chegamos a três técnicos da série A do Brasileirão a serem demitidos com menos de um mês de temporada 2020 no país, vejam os outros dois:

Argel Fucks – Demitido do Ceará após apenas cinco jogos e nenhuma derrota (foram quatro empates e uma vitória). A alegação da diretoria é que por conta do fraco desempenho na Copa do Nordeste, onde a equipe empatou seus três jogos, eram a razão pela qual eles preferiram encerrar a passagem dele pelo clube. O Vovô contratou Enderson Moreira para seu lugar, que inclusive já estreou em vitória por 2 a 1 contra o Bragantino-PA pela Copa do Brasil.

Alberto Valentim – O agora ex-técnico do Botafogo já vinha sendo contestado pela torcida desde o Brasileirão de 2019, quando o time piorou após sua chegada. O início de 2020 não foi muito melhor e a queda precoce na Taça Guanabara, somada a goleada por 3 a 0 sofrida para o Fluminense, acabaram por encerrar sua segunda passagem pela Estrela Solitária. Vale destacar que mesmo se classificando na Copa do Brasil, o desempenho do time foi bastante criticado também. Outro clube que também já tem novo técnico: Paulo Autuori, que ainda irá estrear.

Leia mais:

Kokorin é emprestado ao Sochi, onde deve jogar pela primeira vez desde que saiu da prisão

Técnicos estrangeiros no Brasil: uma tendência que não é movida pelo planejamento

Mercado da bola: RB Leipzig contrata meia espanhol Dani Olmo

Pré-Libertadores: cinco vezes que times brasileiros sofreram nessa fase da competição