Em entrevista, CEO da Epic Games compara loot boxes com jogos de azar

E o CEO da Epic Games também afirmou que cross-play será o futuro da idústria

Hugo Zolin
Colaborador do Torcedores

Crédito: Mike Coppola/Getty Images for Samsung

Durante uma entrevista, Tim Sweeney, CEO da Epic Games, afirmou ter uma visão negativa sobre os loot boxes e comparou o recurso com máquinas de aposta. Para ele, essa mecânica prejudica a experiência dos jogadores e que isso não será mais viável no futuro dos jogos.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Além disso, durante o DICE 2020 Summit, que rolou em Las Vegas, Sweeney também comentou que as desenvolvedoras deveriam respeitar a audiência dos seus consumidores e não aceitar mais essa mecânica.

“Precisamos nos perguntar, como indústria, como nós queremos crescer. Queremos ser como Las Vegas, com máquinas de apostas, ou queremos ser conhecidos como criadores de produtos que os consumidores respeitam? Penso que nós veremos mais e mais publishers se afastarem das loot boxes.”

Mas o CEO não para por aí. Ele também disse que o cross-play será fundamental para o sucesso de títulos futuros, dando como exemplo o Fortnite e como o jogo se aproveitou do recurso.

“Queremos e precisamos aceitar o acesso igual para todos os consumidores e desistir das tentativas de criar nosso muro privado ou estabelecer um monopólio. Em Fortnite, quem joga com os amigos passa mais tempo no game e também gera mais dinheiro. O cross-play é o futuro e temos de fazer nossa parte.”

A Epic Gaming vem ganhando uma ótima reputação na indústria dos jogos. É esperado que a empresa já esteja planejando novidades para os consoles da nova geração.

LEIA MAIS

LoL: Liga Latino-Americana apresenta nova arena para Temporada 2020

Six Invitational 2020: Saiba como assistir AO VIVO o jogo entre Ninjas in Pyjamas x DarkZero

Mortal Kombat: Brasileiro Konqueror249 tem visto aprovado e irá disputar finais da Pro Kompetition