Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Guardiola crava que fica no Manchester City ‘até na quarta divisão’, diz emissora

City foi punido pela UEFA e impedido de participar das duas próximas edições de Champions League; contrato de Guardiola é válido até 2021

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Falo sobre futebol internacional, nacional e esportes americanos, principalmente NFL e NBA. Santista e apreciador do bom futebol. Twitter: @PaulFoles

O Manchester City passa por momentos conturbados dentro e fora de campo. Se dentro das quatros linhas os Citizens estão longe de brigar pelo título da Premier League, nos bastidores o clube tem o grande problema que culminou com a punição da UEFA, que indica que os atuais bicampeões da Inglaterra não poderão participar das duas próximas edições de Champions League. Segundo a BBC, Pep Guardiola pretende ficar.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

A reportagem da emissora inglesa diz que o treinador quer ficar no City “mesmo que o clube seja rebaixado à League Two [equivalente à quarta divisão]”. O contrato de Guardiola é válido até 2021, mas existe uma cláusula que faz o espanhol poder sair ao final da atual, em junho.

DAZN agora custa menos de R$1,00 por dia e o primeiro mês é grátis! Assine já!

Diante de todos esses problemas, o Manchester City entrará com recurso no Tribunal Arbitral do Esportes (TAS)  para tentar reverter a punição da UEFA, que anunciou na última sexta-feira (14) a pena baseado no argumento que o clube apresentou exageros nas receitas de patrocínio entre 2012 e 2016.

O próximo jogo do City é na quarta-feira (19), contra o West Ham, pela Premier League, quando Guardiola deve se pronunciar com mais detalhes sobre o caso. Longe do Liverpool no Campeonato Inglês, o objetivo dos Citizens passa a ser a Champions League, competição que tem o Real Madrid como adversário, nas oitavas de final.

LEIA MAIS:

Em reunião interna, Guardiola tenta animar jogadores do Manchester City: “Não somos dinheiro, somos talento”