Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Há sete anos, Casemiro dava primeiro passo para ser dono do meio-campo do Real Madrid

Há sete anos Casemiro chegava ao Real Madrid Castilla apenas como uma aposta. Neste domingo (16) entrará em campo como peça-chave do time merengue

Luiz Mutschele
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: site oficial Real Madrid

Sete anos atrás, Casemiro fazia sua estreia pelo Real Madrid Castilla contra o Sabadell da Catalunha em jogo válido pela segunda divisão espanhola. Ele havia sido emprestado para a equipe pelo São Paulo em negócio que na época foi até comemorado por conta da possibilidade de ganhar algo com um jogador que estava mais dando problemas do que retorno ao clube, apesar de ser tratado como de muito potencial pelo tricolor do Morumbi.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Siga o Torcedores também no Instagram

O que poucos esperavam é que um jogador que chegou como mais uma das inúmeras apostas do clube Merengue, que normalmente acabam rodando por clubes menores da Europa, se tornasse dono do meio-campo do Real Madrid e peça fundamental no esquema de Zidane.

Apesar disso o caminho não foi assim tão simples. Em sua primeira temporada, fez 15 jogos pelo Castilla e acabou tendo chance no time principal em um jogo contra o Betis em 20 de abril de 2013. Seu bom desempenho pela equipe B e em sua estreia no principal, fez o Real Madrid compra-lo em definitivo do São Paulo por seis milhões de euros.

Já integrado ao time principal, Casemiro até participou de um bom número de partidas (25), mas em apenas quatro começou como titular. A concorrência excessiva no meio fez com que o Real optasse por emprestá-lo para o Porto ao final da temporada. A saída acabou sendo a melhor coisa que poderia acontecer para o meio-campo brasileiro, que jogando como titular em Portugal acabou chamando a atenção do próprio time merengue que pagou 7,5 milhões de euros aos dragões para eles não exercerem a clausula de compra dele por 15 milhões de euros.

Voltando já com outro status, Casemiro assumiu a posição de volante da equipe e se tornou peça-chave para o esquema de Zidane, sendo o jogador que faltava para dar segurança ao meio-campo e ao mesmo tempo conseguir sair com qualidade. A evolução ano a ano do brasileiro o levou para além de liderar a La Liga em fundamentos defensivos como roubos de bola, recuperações, cortes, etc, que ele começasse a ter também importância ofensiva.

Nesta temporada ele já participou de oito gols, podendo superar suas melhores marcas nas temporada 16-17 e 17-18 quando participou de 10 gols. Quando entrar em campo neste domingo (16), sete anos depois de estrear pelo time B do Real Madrid, Casemiro fará seu jogo de nº 225 pela equipe principal, já com seu nome marcado no rol de grandes jogadores da vitoriosa história do clube merengue.

Leia mais:

Kokorin é emprestado ao Sochi, onde deve jogar pela primeira vez desde que saiu da prisão

Técnicos estrangeiros no Brasil: uma tendência que não é movida pelo planejamento

Com queda de Guto Ferreira, três equipes da série A já demitiram seu técnico com menos de 10 jogos no ano

Pré-Libertadores: cinco vezes que times brasileiros sofreram nessa fase da competição