Gabriela Brino: Você pode criticar o estilo de jogo de Jesualdo. Mas terá que entender que é mais importante do que você imagina

O “jogo lento e sem emoção” não deve ser parâmetro para o restante da temporada, afinal, esse é o momento que Jesualdo tem para testar seus jogadores e absorver os resultados para ter algo concreto lá na frente

Gabriela Brino
Colunista do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação / Ivan Storti / Santos FC

Mesmo com um jogo lento e sem emoção, o estilo de Jesualdo Ferreira é necessário, pelo menos por enquanto, no Santos. Além de testes que o português tem feito para conhecer mais do seus jogadores em ação, ele consegue ter controle de jogo e dar mais oportunidades aos garotos em uma situação sem pressão. E isso Sampaoli prometeu, mas não cumpriu.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

Por mais que seja difícil aceitar que aquele “Santos imbatível e desafiador” tenha ficado em 2019, acredito que 2020 dará mais disciplina e encorajamento aos jogadores. Isso porque Jesualdo é muito tático e paciente. E por mais que muitos o vejam apenas como um senhor experiente, particularmente o vejo como um grande potencial para abrir os olhos de quem está em campo.

Depois de ter declarado Everson como titular de 2020, Vladimir chegou e chamou a atenção do treinador durante as atividades. E Jesualdo deu o braço a torcer e o escalou contra o Botafogo-SP. E isso é muito importante para o elenco observar que ele dará chances, contato que treinem como se o jogo ocorresse amanhã. Todos os dias.

E isso vale não somente para os titulares se manterem entre os titulares no Santos, mas para a molecada notar que existem chances reais deles disputarem vaga. E que basta fazer como o Vladimir: treinar muito bem a ponto de gerar dúvidas em Jesualdo.

Inclusive, de um elenco com 33 jogadores, apenas Wagner Leonardo, Felipe Aguilar, Lucas Veríssimo, Alex, Madson, Lucas Venuto e Yuri Alberto ainda não atuaram este ano.

Essa flexibilidade do comandante do Santos é extremamente importante no início do Campeonato Paulista para que ela consiga ter algo mais concreto ao longo da temporada. Por isso eu me junto ao grupo do “pelo amor de Deus, vocês que são imediatistas, PAREM!”.

Vocês criticam como se o Santos estivesse em uma posição lamentável no Paulistão ou como se tivessem perdido totalmente a fé em um time que não tem apenas Vanderlei, Gustavo Henrique e Victor Ferraz da temporada passada. Mas que na verdade é um time que renovou com Soteldo, que terá Marinho em breve e que não vendeu Lucas Veríssimo.

Então, torcedor, calma. Dê a chance de conhecer com paciência o trabalho de Jesualdo Ferreira. Quem sabe essa flexibilidade não traga um novo raio? Quem sabe essa flexibilidade não traga uma evolução inesperada? Quem sabe? Calma…

Veja mais:

Jesualdo entende o Santos, faz valiosas experiências e traz de volta o otimismo na base 

Jesualdo escolhe caminho mais difícil no Santos. E isso pode ser bom sinal

Edinho relembra Brasileirão de 1995, diz que perdoou o árbitro da final e lamenta: “Sonhava presentear meu pai com a camisa do jogo”