Landim deve comparecer em nova sessão da CPI do incêndio no Ninho do Urubu, nesta sexta-feira

Será a segunda sessão da CPI que investiga o caso

Ítalo Bruno
Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito: Divulgação/Flamengo

Nesta quarta-feira foi divulgado o edital de convocação da CPI que investiga o incêndio no Ninho do Urubu, que ocorreu em fevereiro do ano passado. A segunda sessão do caso acontecerá nesta sexta-feira, às 11h00, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva! Siga o Torcedores também no Instagram

Após se ausentar na última sexta-feira, mesmo diante de convocação, a expectativa dessa vez é que o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim compareça. Landim teve a condução coercitiva ordenada para esta nova sessão de depoimentos.

Respeitando a decisão judicial, a tendência é que o mandatário esteja presente. Porém, o Flamengo disputa a Supercopa no próximo domingo, às 11h00, em Brasília, e o presidente rubro-negro também é aguardado na capital nacional.

Juntamente com Rodolfo Landim, o vice-presidente jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee, e o ex-vice de patrimônio, Alexandre Wrobel também não compareceram na última sexta-feira e também tiveram decretada a medida de condução coercitiva para esta sexta.

Apenas Reinal Belotti, CEO do Flamengo esteve presente na sessão da semana passada. Eduardo Bandeira de Mello, ex-presidente do Flamengo, também esteve na CPI e prestou depoimento.

No dia 8 de fevereiro de 2019, um incêndio tomou conta dos dormitórios do CT rubro-negro e resultou no falecimento de 10 jovens. Um dia depois da primeira sessão da CPI, o ocorrido completou um ano.

Leia mais

Atlético-MG e Tardelli entram em acordo e atacante está de volta ao Galo

Após diversos ataques, vice jurídico do Flamengo exclui conta no Twitter

Previsão de temporal adia protesto de torcidas organizadas do Flamengo

Elogiado por Jorge Jesus, Léo Pereira ganha status de titular no Flamengo