Milan renova contrato de patrocínio máster, mas valor cai 29%

Clube receberá da Fly Emirates um valor de 10 milhões de euros, 4 milhões a menos comparação com o último acordo

Carlos Henrique Correia
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução / Facebook Oficial AC Milan

Há tempos que o Milan não figura entre os melhores times da Europa. Um exemplo disso é que na atual temporada os comandados do técnico Stefano Pioli ocupam apenas a décima posição do Campeonato Italiano. No início desta quinta-feira (13), o jornal ‘Gazzetta dello Sport’ publicou sobre o reflexo dessa má fase com a patrocinadora oficial do clube.

Campeonato Italiano de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!!

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Já é certo que os rossoneri renovarão a parceria com a Fly Emirates, companhia aérea de Dubai, que estampa a parte principal da camisa do time desde 2007 e tem seu atual contrato válido até o próximo mês de junho. As partes já entraram em comum acordo para a extensão da parceria na temporada 2020-21.

Apesar disso, o novo acordo será de 10 milhões de euros, cerca de 47 milhões de reais na cotação atual, com variáveis que podem chegar até 12 milhões de euros. Ao considerar o valor mais baixo, os números são 29% menor que no ano anterior, que rendia 14 milhões de euros, algo em torno de 66 milhões de reais, aos cofres do rubro-negro.

Em uma rápida comparação do Milan com a Juventus, segunda colocada do campeonato nacional, mas com o mesmo número de pontos que a líder Inter de Milão, é possível perceber a desvalorização.

O time de Cristiano Ronaldo, que tem contrato até o próximo ano com a Jeep, recebe 25 milhões de euros, cerca de 117 milhões de reais.

 LEIA MAIS