Remo derrota Águia e volta à liderança do Campeonato Paraense

Time azulino venceu após o centroavante Giovane Gomez balançar as redes e chegou aos 12 pontos no torneio estadual

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 27 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: Transmissão TV Cultura

Depois de perder o clássico diante do Paysandu e cair para a terceira colocação, o Clube do Remo está de volta à liderança do Campeonato Paraense. Neste sábado (15), o time azulino derrotou o Águia de Marabá por 1 a 0, no estádio Mangueirão.

DAZN agora custa menos de R$1,00 por dia e o primeiro mês é grátis! Assine já!

O gol foi marcado pelo centroavante Giovane Gómez, aos 27 minutos do primeiro tempo, após jogada individual de Hélio Borges. Com o resultado, o Remo agora é o único time da competição estadual que chegou aos 12 pontos.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

O jogo

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

O Remo apresentou um time titular bastante modificado. Ao todo foram nove alterações em relação à equipe que iniciou na vitória sobre o Frei Paulistano, que classificou o Leão à segunda fase na Copa do Brasil.

Remo venceu o Águia no estádio Mangueirão - imagem: Samara Miranda/ascom Remo

Remo venceu o Águia no estádio Mangueirão – imagem: Samara Miranda/ascom Remo

O Leão foi mais perigoso no primeiro tempo. Gelson e Djalma obrigaram o goleiro Gustavo a fazer defesas aos 3 e 14 minutos da etapa inicial, respectivamente. Na etapa final, o Remo praticamente não ameaçou o adversário.

Próximo jogo

O Remo agora volta as atenções para a Copa do Brasil. Na próxima quinta-feira (20), enfrenta o Brusque-SC, fora de casa, a partir das 21h30.

Ficha técnica

Data: 15 de fevereiro de 2020

Motivo: Campeonato Paraense (5ª rodada)

Local: estádio Mangueirão (Belém/PA)

Horário: 16h

Gol: Giovane Gomez 27 min. 1T

Águia: Gustavo; Bruno Oliveira, Guilherme, Sandro e Juninho; Tiago Félix, Matheus Paixão, Ari (Danilo Galvão) e Edcleber; Wellington Batista (Ângelo) e Veraldo (André) – técnico: João Galvão.

Remo: Vinícius; Nininho (Charles), Neguete, Rafael Jansen e Laílson; Djalma, Gelson (Warley) e Robinho; Lukinha (Wesley), Hélio e Giovane – técnico: Rafael Jaques.

Siga o redator no Facebook

Leia também:

Dirigente do Remo admite premiação retida pela Justiça e elogia Brusque: “time com astral lá em cima”

Comentarista da ESPN elogia reforma no estádio do Remo e clube interage: “convidado a conhecer o novo Baenão”