Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

5 jogadores que usaram a camisa 10, mas nunca foram os craques de seus times

Numeração caiu no colo de todos eles e alguns foram até campeões

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Nem sempre a camisa 10 de um grande time cai nas mãos de um craque. O comum é que isso seja feito, mas problemas na inscrição, erros e até mesmo pedidos inusitados podem deixar a histórica numeração em mãos diferentes.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Veja 5 jogadores que vestiram a camisa 10 em posições nada convencionais:

Vagner – Vasco – 1998
O jogador foi contratado junto à Roma em 1998 para ser uma das peças do meio-campo do Vasco, mas não encontrou espaço. No início da Libertadores foi inscrito como o camisa 10 da equipe, mas se achou como titular foi na lateral-direita, onde seguiu até a decisão contra o Barcelona de Guayaquil.

Marquinhos – Corinthians – 2012
Promessa do Corinthians, Marquinhos viu cair no colo uma das vagas do Corinthians a partir das oitavas de final da Libertadores de 2012, que teve o Timão como campeão. Isso porque Adriano, inscrito com a camisa 10, deixou o clube após a primeira fase e o zagueiro herdou o número histórico.

William Gallas – Arsenal – 2006 a 2010 – Tottenham – 2011 a 2013
O zagueiro francês foi mais um a fardar a camisa 10, mas esse por muito mais tempo. Gallas chegou à Inglaterra para jogar no Chelsea, onde ficou algum tempo, mas logo foi para o arquirrival Arsenal. Por lá, com a aposentadoria do ídolo Dennis Bergkamp, a camisa ficou vaga e Gallas a pediu como brincadeira. A diretoria o entregou e ele a usou até deixar o clube em 2010, quando foi para o rival Tottenham. Nos Spurs, Gallas tomou a mesma medida e pediu a camisa 10.

Felipe Melo – Galatasaray – 2011 a 2015
O volante do Palmeiras chegou ao Galatasaray como um dos grande reforços após passagem pela Juventus. Assim que chegou, o meio-campista defensivo, que atualmente é zagueiro no Verdão, recebeu a camisa 10 e ficou com ela por algum tempo, até que trocou pela 3.

Gabriel Silva – Palmeiras – 2010
Em caso parecido com o de Marquinhos, o Palmeiras deu ao garoto Gabriel Silva a chance de ser o camisa 10 da equipe em uma competição internacional. Após necessitar de um lateral-esquerdo na Copa Sul-Americana, o Verdão colocou o garoto com a camisa 10, que estava vaga.

Leia mais:
Celular de Ronaldinho deve ficar mais uma semana em perícia e defesa critica: “prisão arbitrária, ilegal e abusiva”

As melhores notícias de esportes, direto para você