Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Thaísa se revolta e dispara contra descaso da CBV com as atletas: “que se lasquem, vão jogar fora”

Nesta quinta-feira (12), a CBV se reuniu com os representantes dos clubes da Superliga para decidir o futuro do polêmico ranking das atletas. Com a continuidade do ranqueamento, algumas atletas, como Thaísa, se revoltaram com a decisão

Andressa Fischer
Gaúcha, 22 anos | Escrevo sobre vôlei, futebol feminino e dupla Gre-Nal.

Foto: Orlando Bento/Minas TC

A votação ficou apertada, mas cinco clubes contra quatro decidiram pela permanência do ranking. Somente as 10 atletas sete pontos permanecem sendo ranqueadas pela CBV: Dani Lins, Fabíola e Macris, Fabiana e Thaísa, Fernanda Garay, Gabi e Natália, Tandara e Tifanny.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique aqui e se inscreva! Siga o Torcedores também no Instagram

Dentil/Praia Clube (MG), Sesc RJ, Itambé/Minas, Sesi Vôlei Bauru (SP), Osasco Audax São Cristóvão Saúde (SP), Fluminense (RJ), Pinheiros (SP) e Flamengo (RJ) estiveram representados na reunião, e ainda decidiram pelo aumento no número de estrangeiras por equipe, de duas para três.

Assim, que foi divulgada a decisão, algumas jogadoras afetadas se manifestaram e cobraram da entidade mais responsabilidade, que segundo elas, muitas precisam jogar fora do país por falta de espaço nos times brasileiros, que muitas vezes, acabam priorizando as as estrangeiras.

De acordo com o blogueiro Bruno Voloch, Barueri e Curitiba não puderam comparecer na reunião na sede da Confederação, porém enviaram os respectivos votos por e-mail. No entanto, ambos tiveram as suas opiniões desconsideradas, por não estarem presentes, contudo, não foram informados antes.

Thaísa critica CBV e é apoiada por outras atletas afetadas:

“Vou te contar, tem situações e pessoas que não me descem… Desde quando dois times participantes da Superliga foram simplesmente anulados da votação do ranking? Porquê? Alguém avisou que caso não estivessem presentes não valeria seus votos? Resposta: Não, não avisaram.
Esses dois times, Barueri e Curitiba, votaram por e-mail e deixaram claro os seus votos. E porquê a CBV com base na “pressão” de certos clubes (Rio/Bauru), cedeu e aceitou o argumento de não aceitar os votos dos dois clubes que votaram por e-mail?

Como funciona? No grito? (No caso do Rio, até entendo, porquê fazem isso com a arbitragem também, e funciona). Triste a postura da CBV perante essa pressão. Novamente não se posicionaram como deveriam, porque com os votos do Barueri e do Curitiba o ranking acabaria. Parabéns aos responsáveis. Agora aceitam adicionar uma estrangeira, ou seja, 3 estrangeiras, mas mantém o ranking!

Abrem as portas paras as estrangerias e fecham as portas para as brasileiras, bacana! Fecham os olhos pra nós Brasileiras. ‘Que se lasque, se não cabe aqui vão jogar fora do país’. Todo mundo querendo fugir da pandemia Corona Vírus. Ótimo, tragam o máximo de estrangeiras e nos obriguem a ir pra fora, nos obriguem a ter contato direto com esse terror q estão vivendo lá, que lindo.

Obrigada mais uma vez por isso!”, disparou Thaísa na legenda do post.

Sheilla, Carol Gattaz e Tifanny, entre outras jogadoras, apoiaram o posicionamento da central.  “Um absurdo fechar as portas pra nós que somos brasileiras”, lamentou a ponteira/oposta do Sesi Bauru.

View this post on Instagram

Vou te contar, tem SITUAÇÕES e PESSOAS que não me descem… Desde quando dois times participantes da superliga foram simplesmente anulados da votação do ranking?? Pq?? Alguém avisou que caso não estivessem presentes não valeria seus votos??? Resposta: NÃO, não avisaram. Esses dois times, Barueri e Curitiba votaram por e-mail e deixaram claro os seus votos…e pq a @cbvolei com base na "pressão" de certos clubes(RIO/BAURU), cederam e aceitaram o argumento de ambos de não aceitar os votos dos dois clubes que votaram por e-mail??? Como funciona? No GRITO?? (No caso do Rio, até entendo, pq fazem isso com a arbitragem tb, E funciona) … TRISTE a postura da @cbvolei perante essa pressão. E novamente não se posicionaram como deveriam, Pq com os votos do Barueri e do Curitiba o ranking ACABARIA… Parabéns aos responsáveis, Agora aceitam adicionar uma estrangeira, ou seja, 3 estrangeiras,e mantém o ranking! ABRE AS PORTAS Para AS ESTRANGEIRAS E FECHAM AS PORTAS P AS BRASILEIRAS, Bacana!!!! Fecham os olhos pra nós Brasileiras… "que se lasque, se não cabe aqui vão jogar fora do país " . Todo mundo querendo fugir da pandemia coronavirus , ótimo, tragam o máximo de estrangeiras e nos obriguem a ir pra fora, nos obriguem a ter contato direto com esse terror q estão vivendo lá, Que lindo!!! Obrigada mais uma vez por isso… (Foto @guilhermezilse )

A post shared by Thaisa Daher (@daherthaisa) on

Destaque do Minas, Thaísa se destaca candidata a MVP da Superliga

O Minas inicia a disputa dos playoffs neste domingo (15), às 20h, pelo horário de Brasília-DF, em Belo Horizonte, contra o São Paulo/Barueri, em melhor de três partidas. As minastenistam decidem a vaga para a semifinal em casa, por terem terminado a fase classificatória a frente do adversário na tabela.

Um dos pilares da equipe comandada por Nicola Negro para a etapa decisiva é Thaísa. A bicampeã olímpica faz uma temporada irretocável, e aparece com destaque nas estatísticas da competição nacional. Melhor bloqueio com 94 pontos, a central também entre as melhores pontuadoras e sacadoras, com 332 e 36 tentos, respectivamente.

No ataque, a carioca é destaque absoluto com 57% de eficiência, tendo o melhor aproveitamento no fundamento. Mantendo esse ritmo, a jogadora é considerada uma das favoritas para ser eleita a MVP do torneio.

LEIA MAIS

Campeonato italiano de Vôlei é suspenso devido ao surto de Coronavírus

As melhores notícias de esportes, direto para você