Campeão olímpico e do UFC, Henry Cejudo comenta adiamento de Jogos de Tóquio-2020

Medalhista de ouro em Pequim-2008 e campeão dos galos do Ultimate, Cejudo elogiou decisão do COI de adiar jogos para 2021

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Facebook Oficial UFC

Henry Cejudo, além de ser campeão do peso-galo do UFC, também tem passado olímpico, tendo sido medalha de ouro na luta livre nas Olimpíadas de Pequim-2008. Com isso, o auto chamado ‘Triple C’ se comoveu com a decisão dos Jogos de Tóquio-2020 serem adiados para 2021.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram 

O

Ao MMAFighting, o americano enviou uma nota comentando o adiamento dos Jogos devido a pandeia do coronavírus. Cejudo disse concordar com a medida do Comitê Olímpico Internacional (COI) de adiar os jogos para evitar chances da disseminação do vírus aumentar.

“Acho que adiar as Olimpíadas é a melhor coisa a se fazer. Digo, se não houvesse esse adiamento, seriam mais de 10 mil atletas a competir e conviver na Vila Olímpica. Para mim, foi a decisão certa a se tomar”, disse o campeão do UFC.

Cejudo admite que o adiamento prejudica atletas que esperavam a chance de poder competir em uma Olimpíada. Mas também vê a chances de que atletas lesionados possam ganhar uma segunda oportunidade para competir com a transferência da competição para 2021.

“Os Jogos vão acontecer. Eles terão de acontecer em 2021, mas agora, acho que deveriam ser adiados. Para os atletas que estão lesionados ou precisariam de mais tempo, eles terão esse tempo agora. Vejo isso como algo bom para quem está lesionado e também para os que não. Foi uma decisão difícil, mas a mais correta”, disse.

LEIA MAIS

Ex-campeão mundial de boxe oferece prédio como hospital contra coronavírus

Dana White garante que não fará demissões no UFC por causa do coronavírus

(Crédito da foto: Divulgação/Facebook Oficial UFC)