Comitê Olímpico dos Estados Unidos pede adiamento da Olimpíada

Comitê Olímpico dos Estados Unidos enviou uma nota ao Comitê Olímpico Internacional pedindo com urgência o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Fabrício Carvalho
Colaborador desde 2015 com matérias e artigos nas editorias Games (E-sports), Esportes Americanos, Automobilismo e Futebol.

Na noite desta segunda-feira (23), o Comitê Olímpico dos Estados Unidos pediu com urgência o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.

O pedido foi encaminhado ao COI através de um documento, que também foi divulgado na íntegra pelo site oficial do esporte olímpico norte-americano através de dois representantes: A diretora Susanne Lyons e o CEO Sarah Hirshland.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Confira abaixo a nota oficial divulgada pelo Comitê Olímpico dos Estados Unidos:

“Estamos agradecidos pelos mais de 1.780 atletas do Team USA que compartilharam suas vozes honestas conosco em relação aos problemas relacionados ao COVID-19 e aos Jogos de Tóquio, ressaltando que estaremos cumprindo nossa promessa de deixar nossos atletas em primeiro lugar.

Lamentamos que não haja resultados que possam resolver todas as preocupações que enfrentamos, mas nossa conclusão mais importante dos atletas é de que, mesmo que as atuais preocupações significativas com a saúde possam ser atenuadas no final do semestre, as enormes interrupções no ambiente de treinamento, controles de doping e processo de qualificação não serão superadas de maneira satisfatória

Para isso, é mais claro do que nunca que o caminho para o adiamento é o mais promissor, e incentivamos o COI a tomar todas as medidas necessárias para garantir que os Jogos possam ser conduzidos em condições justas e seguras para todos os concorrentes.

Aguardamos ansiosamente as respostas e orientações do COI. Estamos prontos para trabalhar em apoio à Equipe EUA e em total cooperação com a comunidade global.”

Comitê Olímpico dos Estados Unidos

Uma pesquisa do Comitê Olímpico foi enviada para todos os 4 mil atletas que compõem a delegação. Dos 45% dos atletas que responderam durante o final de semana, 65% afirmaram que seriam “severamente” impactados.

Cabe ressaltar que, anteriormente, os times de ginástica, atletismo e natação dos Estados Unidos haviam divulgado notas endereçadas ao COI também pedindo o adiamento dos Jogos.

Nas últimas 24 horas, o Canadá e a Noruega afirmaram que não estarão presentes na Olimpíada, caso o evento seja mantida neste ano.

Os comitês olímpicos de Brasil e Alemanha também já divulgaram notas oficiais pedindo o adiamento dos Jogos Olímpicos de 2020.


LEIA MAIS

Membro do COI diz que as Olimpíadas não começarão em julho

Rússia pede calma e diz que vai apoiar decisão do COI sobre futuro das Olimpíadas

Austrália orienta atletas a treinar já visando Olimpíadas em 2021