Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Meia reencontra Rogério Ceni e nega mágoa com técnico por não ter sido aproveitado no São Paulo

Jean Carlos teve uma passagem curta pelo São Paulo e não chegou a trabalhar com o treinador

Cido Vieira
Jornalista formado e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com desde o ano de 2017, já acumulei diversas funções no site e atualmente me dedico a cobertura do futebol nordestino. No Twitter @cidovieira90.

Crédito: Caio Falcão - Divulgação - Náutico

Principal referência no time do Náutico neste início de temporada, o meia Jean Carlos vivencia o seu melhor momento na carreira. Até o momento, em apenas 12 jogos disputados, o camisa 10 alvirrubro já marcou seis tentos e deu quatro assistências. No próximo sábado (14), às 16h (de Brasília), o jogador estará em campo para enfrentar o Fortaleza e reencontrará um velho conhecido: o técnico Rogério Ceni. Quando ainda comandava o São Paulo em 2017, o ex-goleiro não quis aproveitar o meia, que na época estava emprestado para o São Bernardo.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva! Siga o Torcedores também no Instagram

Apesar disso, Jean Carlos rechaçou na coletiva da última quinta (13) ter qualquer tipo de mágoa com o treinador, e ainda se colocou como o “culpado” de ter saída do Tricolor do Morumbi.

“Para falar a verdade, eu nem cheguei a trabalhar com o Rogério (Ceni). Desejo toda a sorte do mundo para o Rogério, entendo tudo o que aconteceu lá, não o culpo. O grande culpado sou eu. Hoje, estou podendo retomar o meu bom futebol e espero que sábado possamos sair de campo vencedores”, apontou.

Este não será o primeiro encontro entre Jean Carlos e Rogério Ceni depois do ocorrido. Em 2018, quando defendia as cores do Coritiba, o meia enfrentou o Fortaleza de Ceni. Naquela oportunidade, o jogador foi acionado já nos minutos finais do embate, em que os cearense acabaram levando a melhor por 2 a 1.

Colocando o reencontro em segundo plano, Jean Carlos destacou a importância do Náutico vencer o duelo contra o Fortaleza não só para liquidar de vez a classificação da equipe às quartas da Copa do Nordeste, como também findar a sequência negativa atuando nos Aflitos.

“Cheguei a enfrentar ele atuando pelo Coritiba contra o Fortaleza. Acho que independente de treinador, isso não vai mudar nada dentro de campo. O empenho e a dedicação dentro de campo vão ser os mesmos. Temos que vencer essa partida para encaminhar nossa classificação, mas não só isso. Precisamos do resultado para trazer a confiança do torcedor para o nosso lado de novo.”

LEIA MAIS:

Paulistão, Alemão e Championship: saiba como assistir aos jogos desta sexta-feira (13)