Martial entra na lista de reforços da Inter de Milão

Time italiano se prepara para uma provável perda de Lautaro Martinez

Ítalo Bruno
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Twitter

De acordo com o “Calciomercato.com” a Inter de Milão espera apenas que o Barcelona saia da área das especulações e enfim faça uma proposta concreta para que a negociação por Lautaro Martinez tenha início. Com um ajuste nos valores especulados e bônus diante do bom desempenho técnico do jogador na equipe espanhola, a equipe italiana estaria disposta a aceitar a negociação e já possui em seu radar alguns nomes para substituí-lo.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva! Siga o Torcedores também no Instagram

Um dos nomes mais vinculados a Inter de Milão recentemente, é de Aubameyang. O gabonês de 30 anos pode deixar o Arsenal caso a equipe não consiga a classificação para a próxima UEFA Champions League.

Porém, Aubameyang é um nome que aparece na lista de reforços de outros gigantes do futebol europeu, inclusive na do próprio Barcelona, que vem demonstrando insatisfação com o desempenho inicial de Griezmann até aqui.

Diante disso, a Inter abre o leque de opções e nomes com os dos atacantes Timo Werner, do RB Leipzig e do brasileiro Gabriel Jesus, do Manchester City aparecem na lista de reforços dos italianos.

Outra opção antiga também voltou a ganhar a força nos bastidores da equipe de Milão, o do atacante do Manchester United, Anthony Martial. Porém, se a punição imposta ao Manchester City por conta do Far Play Financeiro não sofrer uma reviravolta, hoje em 5º lugar na Premier League, o United seria o herdeiro da vaga na próxima Champions, o que certamente dificultaria a saída de Martial, que é peça importante no esquema de Solskjaer.

Leia mais

Bruno Fernandes se diz feliz, mas afirma: “Tenho de dar mais”

Solskjaer se mostra favorável a redução da temporada, por conta do coronavírus

Técnico do Arsenal, Arteta testa positivo para o coronavírus