Torcedores – Notícias Esportivas

O Getafe de Bordalás: um caso claro de crescimento do patamar do clube graças ao trabalho do técnico

Com outra temporada de sucesso, o surpreendente Getafe, de José Bordalás, vem conquistando notoriedade pelos resultados conquistados e por ser uma equipe extremamente competitiva

Leonardo Beltrami Cavallaro
Colaborador do Torcedores

 

O Getafe, indiscutivelmente, vem crescendo muito de patamar nas últimas temporadas. E o principal responsável por isso é o técnico José “Pepe” Bordalás. Com um modelo de jogo bem definido, que consiste, principalmente, na ideia de ter solidez defensiva, alta intensidade em todas as fases da partida e um ataque mais direto, o time das províncias de Madri, comandada pelo treinador espanhol, tem um dos trabalho mais interessantes dentro da Espanha e do continente europeu.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

A entidade Getafe remonta ao ano de 1946. Entretanto, após algumas mudanças de nomes e várias reconstruções feitas ao longo da história, o clube só se estabeleceu como uma equipe de futebol na década de 80, conseguindo o seu primeiro acesso à elite do campeonato espanhol apenas na temporada 2003/04.

Permanecendo na primeira divisão do futebol espanhol até o rebaixamento na temporada 2015/16, o Getafe ficou longe de assumir um protagonismo no cenário nacional, em virtude de que, com muita frequência, realizava campanhas razoáveis na La Liga. Mas, a chegada de José Bordalás foi um divisor de águas para o clube, uma vez que, a partir da contratação dele, em setembro de 2016, a equipe não só conseguiu o retorno ao topo do futebol na Espanha, como também vem realizando ótimas campanhas na elite do campeonato local e vem subindo de patamar em âmbito nacional e, até mesmo, internacional sob o comando dele.

Para ter uma ideia do tamanho do sucesso do trabalho de Bordalás, falando de resultados conquistados, o Getafe ficou na quinta posição da última La Liga. Feito, esse, que é histórico, em razão de que essa foi a melhor colocação do clube na primeira divisão do campeonato espanhol em toda a sua história. Além disso, nesta temporada, a equipe está classificada para as oitavas de final da UEFA Europa League, após eliminar o poderoso Ajax na fase anterior. Outro feito inédito na história do Getafe.

Todavia, há de se ressaltar que a maior notoriedade do trabalho de Bordalás está na forma extremamente competitiva e eficiente de atuar da equipe. Aliás, é importante destacar que competitividade e eficiência são as palavras-chave para entender o funcionamento do estilo de jogo do time, que tem como desenho tático base o 4-4-2.

Competitividade porque o Getafe é uma equipe muito complicada de se enfrentar, tendo em vista que o momento defensivo é o ponto mais forte e destacado dos Azulones Getafenses. Valendo-se de muita organização e compactação defensiva, de alta agressividade para “sufocar” os rivais e de muita pressão no portador da bola, o time, além de ter excelentes estatísticas defensivas, consegue incomodar bastante os adversários durante as partidas.

E eficiência porque o time dos arredores de Madri tem muita capacidade para aliar uma solidez defensiva impressionante com um ataque muito eficiente, que tem um aproveitamento excelente das chances criadas. Na fase ofensiva, inclusive, o Getafe utiliza muito a verticalidade, as transições ofensivas rápidas e as ligações diretas ou bolas mais longas. Por isso, os Azulones Getafenses tem uma dependência enorme na dupla de ataque, uma vez que os mesmos são responsáveis por ganhar as disputas pela bola, por dar continuidade ao momento ofensivo e, é claro, por aproveitar as poucas chances que a equipe cria.

Dessa forma, é fato que José Bordalás tem enormes méritos por construir uma equipe muito organizada, competitiva e difícil de se enfrentar. E outro mérito indiscutível do treinador é que ele tem muita capacidade de potencializar o rendimento dos seus atletas. Um exemplo incontestável disso é Jaime Mata. O atacante espanhol, que sempre atuou em clubes de menor expressão e em divisões inferiores na Espanha, vem tendo ótimos números e desempenho sob o comando do treinador espanhol.

Outro atleta que se encaixa muito nisso é o brasileiro Deyverson, que chegou ao clube em janeiro deste ano após uma passagem criticada no Palmeiras, mas vem recebendo muitos elogios por parte dos torcedores e da impressa espanhola pelos bons desempenhos frente à equipe.

Portanto, analisando todo o contexto que envolve esta equipe, que tem poucos recursos financeiros e atletas sem um alto refinamento técnico, torna-se evidente que o trabalho do treinador espanhol é um dos mais interessantes do planeta bola, justamente pelo fato dele ser capaz de conciliar uma construção de um modelo de jogo muito organizado, competitivo e que potencializa as suas peças com a conquista de resultados históricos do clube sob o seu comando. Agora só o tempo dirá até quando o Getafe de Bordalás continuará fazendo história…

LEIA MAIS:

https://www.torcedores.com/noticias/2020/01/diretor-do-getafe-explica-por-que-clube-decidiu-contratar-deyverson

https://www.torcedores.com/noticias/2020/01/deyverson-tera-metas-no-getafe-para-render-milhoes-ao-palmeiras