7 goleiros que passaram pelo Corinthians e talvez você não lembre

No dia do aniversário de Bobadilla, o Torcedores.com lista sete goleiros com passagens ‘esquecíveis’ com a camisa do Corinthians

Diego Lucio Castro de Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Corinthians

O lugar ocupado por Cássio e Walter no gol do Corinthians, já foi de muita gente importante. Gilmar, Leão, Tobias, Ronaldo Giovanelli, Dida… O Corinthians sempre teve grandes goleiros. Mas o Timão já teve arqueiros que não deixaram tanta saudade. E não é nem pelo fato do arqueiro ter ido mal, e sim por ele mal ter atuado mesmo.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

 

Então, no dia do aniversário de Aldo Bobadilla (um desses goleiros nada memoráveis), o Torcedores.com resolveu listar sete arqueiros com passagem pelo Corinthians, que talvez você não lembre.

7 goleiros que passaram pelo Corinthians e talvez você não lembre:

Yamada

Campeão da Copinha em 1999, Yamada teve que concorrer com goleiros como Dida, Nei e Rubinho. Sendo assim, atuou apenas três vezes entre os profissionais em cinco anos no clube. Após sua saída em 2003, jogou em diversos clubes do interior paulista.

Tiago

Revelado no Juventus da Mooca, Tiago estreou em 2005 como titular do Corinthians, mas teve pouquíssimas chances no time que tinha Fábio Costa como titular. Foram apenas quatro jogos com a camisa do Timão, e o goleiro ficou marcado pela sonora goleada por 5×1 contra o São Paulo. Vale lembrar, que após sair do clube, se destacou na Portuguesa e Vasco, até como goleiro-artilheiro, marcando gols de falta e pênalti.

Weverton

Hoje entre os goleiros da Seleção Brasileira, Weverton se destacou na base do Corinthians em 2006, e logo subiu aos profissionais. No entanto, não teve nenhuma chance de atuar no time de cima. Entre 2006 e 2010, chegou a ser emprestado para Remo, Oeste e América-RN. No Parque São Jorge, foi preterido por outros goleiros revelados no Terrão, como Júlio César, Danilo Fernandes e Rafael Santos. Depois de anos, se destacou no Athletico Parananese e Palmeiras, além de ser um dos heróis do Ouro Olímpico com o Brasil em 2016.

Jean

Esse aqui, pouca gente lembra mesmo. Jean fez muita fama por Bahia, Guarani e Ponte Preta. Após sua passagem de três anos pela Macaca chegou ao Corinthians pedido por Leão, em 2006, já aos 34 anos. Jogou apenas duas vezes e não se firmou, deixando o clube ao final do ano e se aposentando pouco tempo depois. Curiosamente, seu filho também seguiu seus passos e se tornou goleiro. Seu nome? Jean! Esse mesmo, que atuou por Bahia e São Paulo, e foi parar nas páginas policiais após agressão em sua mulher.

Bruno

Esse aqui, talvez menos gente ainda lembre. Hoje, presente nas páginas policiais devido ao episódio com Eliza Samudio, Bruno tinha seu passe ligado à MSI, empresa que investia no Corinthians na época. Então, em 2006, o goleiro foi oferecido ao time comandando por Leão, e ficou no clube alvinegro, longas DUAS SEMANAS. O motivo? Leão teria o barrado, após atrasos em treinos, fazendo com que o goleiro saísse ‘amigavelmente’ ao Flamengo. No clube rubro-negro, fez sucesso e ganhou títulos, antes do episódio que causou sua prisão.

Bobadilla

Aniversariante do dia, Bobadilla talvez seja o caso mais curioso dessa lista. Goleiro da seleção paraguaia, e com boas passagens por Libertad e Boca Juniors, Bobadilla chegou em 2010, com status de titular absoluto, uma vez que Felipe tinha acabado de sair, e Júlio César ainda não passava a confiança necessária. Pois Bobadilla passou o Brasileirão daquele ano no banco de reservas, e Júlio César foi titular absoluto naquela campanha, jogando TODOS os jogos restantes. Saiu no final da temporada, sem jogar um mísero jogo sequer.

Renan

Saiu do Avaí em 2010, com status de seleção brasileira. Renan chegou a ser convocado por Mano Menezes naquele mesmo ano, e despertou o interesse do Corinthians. No clube alvinegro, jogou apenas três jogos, e acabou sendo questionado após suas atuações nessas partidas. Logo foi substituído por Danilo Fernandes, enquanto o titular Júlio César se recuperava de lesão.

 

LEIA MAIS
10 reservas que entraram para marcar gols de título

Você lembra como estava o Corinthians antes da paralisação?

Viraram a casaca: 12 ídolos do Corinthians que passaram por rivais paulistas