Atlético: Sette Câmara conta detalhes do acerto com Sampaoli

Após demissão de Rafael Dudamel, que durou menos de dois meses, argentino assumiu o Atlético

Eder Bahúte
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Bruno Cantini/CAM

Ao término da temporada passada, a diretoria do Atlético já havia decidido que Vagner Mancini não permaneceria. Com isso, passou a conversar com outros profissionais para o cargo. Dentre eles era Jorge Sampaoli, vice-campeão brasileiro com o Santos e que estava livre no mercado.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Na ocasião, o argentino tinha sido também procurado pelo Palmeiras, mas as conversas não andaram. Assim aconteceu com o Atlético, que não chegou a um acordo na questão financeira. No fim, o clube optou por Rafael Dudamel, comandante da seleção venezuelana.

Em menos de dois meses, Dudamel caiu na Sul-Americana e Copa do Brasil. A última eliminação, para o Afogados, acabou sendo a mais traumática e resultou na sua demissão. A partir daí, o Atlético retomou contato com Sampaoli, desta vez com um final feliz.

“O Sampaoli cedeu um pouco, nós também melhoramos nossa proposta. Foi uma situação que aconteceu em um momento bom para os dois. Ele estava sem clube e muitos clubes já estavam com outros técnicos. E nós tínhamos a necessidade. É um treinador dentro da filosofia que nós queríamos e se encaixou dentro das condições que arredondamos com nossos parceiros. Assim, nós, praticamente, mantivemos o que pagávamos para o Dudamel. O acréscimo foi absorvido por nossos parceiros”, explicou Sérgio Sette Câmara, presidente do Galo em entrevista ao canal FOX Sports.

Na estreia, vitória por 3 a 1 sobre o Villa Nova, em Nova Lima, pelo Campeonato Mineiro. Com a pandemia do coronavírus, os treinos foram suspensos. Sette Câmara prevê a volta das atividades na outra semana.

LEIA MAIS: