Quais jogadores representaram o Brasil e fracassaram no futebol masculino do Pan-2007?

Jogadores viram seleção feminina brilhar, mas foram mal e viram Equador x Jamaica decidirem o Ouro

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Então jovem Alex se transformou em Alex Teixeira no Vasco (Harry How/Getty Images)

Os Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio de Janeiro, foram encarados pelo Brasil como uma preparação para sediar grandes eventos que viriam anos depois, como a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

Para isso, vários atletas importantes participaram do Pan de 2007, mesmo que não seja mais a principal competição de alguns deles. Mesmo assim, a Seleção Brasileira de futebol masculina não esteve com uma equipe nem próxima da principal, sequer da sub-23 ou da sub-20 e mandou aos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro um time sub-17, que tinha em Lulinha, então meia da base do Corinthians, a principal estrela.

Sem grandes jogadores e sequer profissionais, os meninos do Brasil fracassaram na disputa e sequer passaram da primeira fase, enquanto a seleção feminina fez bonito e levou o Ouro.

O título pan-americano de 2007 ficou com o Equador, que bateu a Jamaica na decisão e comemorou no Maracanã.

Vejam quem eram os jogadores do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de 2007:

Marcelo Carné – Flamengo – Atualmente defende o Juventude
Renan Ribeiro – Atlético-MG – Atualmente defende o Sporting, de Portugal
Átila – Corinthians – Atualmente defende o Bruhl, da Suíça
Michel – Figueirense – Atualmente defende o Pelotas
Rafael Forster – Internacional – Atualmente defende o Ludogorets, da Bulgária
Lucas – Flamengo – Seu último clube foi o Itumbiara, em 2019
Rafael – Fluminense – Atualmente defende o Lyon, da França
Fabio – Fluminense – Atualmente defende o Nantes, da França

Bruno Collaço – Grêmio– Atualmente defende o Paysandu
Fellipe Bastos – Botafogo – Atualmente defende o Vasco
Choco – Athletico Paranaense – Atualmente defende o Lokomotiv Sofia, da Bulgária
Tales – Internacional – Seu último clube foi o Honka, da Finlândia, em 2017
Lulinha – Corinthians – Atualmente defende o Jubilo Iwata
Tiago Dutra – Grêmio– Seu último clube foi o Cruzeiro-RS, em 2019
Giuliano – Paraná – Atualmente defende o Al Nassr, da Arábia Saudita
Junior – Botafogo – Atualmente defende o Tanjong Pagar, de Singapura
Maicon Bolt – Fluminense – Atualmente pertence ao Atlético-MG
Alex Teixeira – Vasco – Atualmente defende o Jiangsu Suning, da China

O Brasil estreou com boa vitória por 3 a 0 sobre Honduras. Camisa 10 do time, Lulinha brilhou e marcou os três gols da partida.

Na segunda rodada, o Brasil sofreu mais, mas venceu a Costa Rica por 2 a 0 com gols de Maicon, que ainda não era “Bolt” e Alex Teixeira, jovem revelação do Vasco.

O problema para a Seleção foi a última rodada, já que apenas um se classificava por grupo – e o melhor segundo colocado na somatória de todos.

O meia Junior, do Botafogo, até abriu o placar, mas o Equador marcou com Chasi, Zura e Montero. O Brasil precisava do empate para classificar e Alex Teixeira diminuiu, mas Ochoa marcou no fim e eliminou os donos da casa.

O Brasil terminou em segundo no grupo A, com seis pontos, mas o México foi o segundo no grupo B com sete e foi para a próxima fase.

Leia mais:
5 jogadores que brilharam com a camisa 9 do Flamengo