Meia brasileiro revela bastidores de “noite fantástica” com Cristiano Ronaldo após imitar comemoração do craque

CR7 foi homenageado por meia brasileiro em um amistoso realizado no segundo semestre de 2019

Cido Vieira
Jornalista em formação, e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com desde o ano de 2017, já acumulei diversas funções no site e atualmente me dedico a cobertura do futebol nordestino.

Crédito: Reprodução - Instagram

Em toda caminhada independente da profissão é comum se inspirar em ídolos para atingir objetivos e uma carreira de sucesso. Conhecê-los pessoalmente, no entanto, não é uma realidade tão comum. Mas para o meia brasileiro Cesinha isso se tornou possível, e foi “estrategicamente” pensado. Admirador de Cristiano Ronaldo, o jogador que atua no futebol asiático com a camisa do Daegu aproveitou a oportunidade de um amistoso do selecionado da Coreia do Sul contra a Juventus para homenagear o craque português, e acabou roubando a cena.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Ao anotar o tento contra a Velha Senhora, Cesinha não titubeou e comemorou no estilo CR7, chegando a apontar para o atacante português que passou toda a partida no banco de reservas. Apesar das câmeras da transmissão terem flagrado uma suposta irritação do craque, o melhor do mundo por cinco vezes foi totalmente receptivo com o meia brasileiro, proporcionando uma noite inesquecível para seu admirador.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Em entrevista exclusiva ao Torcedores.com, Cesinha detalhou o sentimento vivenciado naquele partida do dia 27 de julho de 2019, ratificando que o “Robozão” tem um pouco do “DNA brasileiro”.

“Esse dia foi fantástico, vou levar sempre pra minha história e contar pra filhos, netos. Eu fiz o gol, e já tinha na minha cabeça que se marcasse eu iria comemorar como ele, não para provocá-lo, era pra homenagear, pois o tenho como ídolo”, conta Cesinha.

O meia do Daegu revela que ficou assustado com uma possível recepção negativa da homenagem, mas posteriormente se mostrou surpreso com a ação de CR7.

“Parecia que ele não tinha gostado muito, mas aí eu o reverenciei. Logo na saída já estava ao lado dele, e saímos abraçados. Ele me disse muitas coisas boas, que eu era um ótimo jogador, e disse pra manter o foco para continuar evoluindo”, afirma Cesinha, que ainda foi presenteado com a camisa de Cristiano Ronaldo.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

“Pedi a camisa dele, ele me disse que daria no fim do jogo, aí eu pensei ‘já era acho que não vai dar certo’. Mas aí acabou o jogo, fui cumprir o protocolo de saudar as duas torcidas que a gente realiza aqui na Coreia, e lá estava ele com a camisa na mão me esperando, então foi muito especial”, detalhou Cesinha.

Na época, Cesinha compartilhou em suas redes sociais todos os cliques da “noite mágica”. Além de CR7, o brasileiro conheceu o experiente goleiro Gianluigi Buffon.

“Sonho realizado! @cristiano 😃🙌🙏 Tenha Fé em Deus primeiramente e acredite em si mesmo, todos podemos chegar ao imaginável”, publicou o brasileiro.

CAMINHO PARA O SUCESSO NA COREIA

Com passagem pela base do Corinthians, Cesinha não vivenciou o protagonismo esperado em solo brasileiro. No país, o jogador defendeu as cores de Atlético-MG e Ponte Preta, mas foi justamente do outro lado do planeta que consolidou a sua carreira. Contratado pelo Daegu em 2016, o paulista conta que se redescobriu no futebol sul-coreano. O motivo principal? Posicionamento.

“No Brasil eu cheguei a atuar como ponta-direita e depois como ala. Aqui eu joguei duas partidas como ponta, mas quando o nosso meia se machucou seriamente o treinador me colocou para a fazer a função e acabei descobrindo minha posição, talvez se eu tivesse atuado como meia no Brasil teria mais sucesso”, conta Cesinha.

No Daegu, o brasileiro ganhou status de ídolo. Em sua primeira temporada, o meia acabou anotando 11 gols, um deles o do sonhado acesso da equipe para a elite sul-coreana. Sempre decisivo, Cesinha seguiu com faro de gol aguçado mesmo atuando em uma nova função. Além de ser um dos protagonistas na ascensão do Daegu, o jogador ainda conquistou a Copa da Coreia pelo clube, e é tido como um dos jogadores inegociáveis do plantel.

LEIA MAIS: