Dirigentes de base enviam carta à CBF por medidas para manter equipes

Movimento de clubes formadores pede à CBF que evite cancelar torneios e apoie equipes com paralisação e possível cancelamento de torneios

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhidaFormado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo pareciod.

Crédito: :CBF / Divulgação

Dentre os diversos níveis do futebol atingidos pela pandemia do coronavírus, o futebol de base também quer ajuda em meio a interrupção das competições. Com isso, o Movimento dos Clubes Formadores do Futebol Brasileiro (MCFFB) enviou à CBF e às federações estaduais uma carta pedindo apoio para os níveis formadores dos clubes.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

O movimento é formado por clubes que compõem as Séries A, B e C do Campeonato Brasileiro. Na carta, os clubes se comprometeram a voltar a treinar quando forem divulgados protocolos de segurança para os jogadores. Mas pedem para que as entidades que cuidam do futebol brasileiro evitar medidas como cancelamento de competições.

“O MCFFB vem à unanimidade manifestar sua preocupação com o prejuízo irreparável que pode ser suportado por todos esses atletas e profissionais envolvidos nos níveis de formação caso sejam adotadas medidas precipitadas que resultem no cancelamento sumário de competições neste momento”, diz a carta do movimento, segundo o Globoesporte.com

Para os clubes, o cancelamento de competições, caso este venha a ser promovido pela CBF, poderá não apenas prejudicar jogadores, mas também causar demissões em todos os níveis formativos do futebol brasileiro.

“Além dos danos competitivos, tais medidas adotadas sem um esforço coletivo de uma matriz mútua, pode também gerar uma desmobilização em massa, causando demissões em massa e perda de espaços seguros para a formação de jovens para e através do futebol”, continua a carta.

Segundo o MCFFB, o plano pretende fazer com que as competições prosseguimento ainda em 2020, mas elencou que as decisões devem ser tomadas em conjunto entre clubes e federações

“Acreditamos que as categorias de base devem não apenas serem preservadas, mas também serem a mola-propulsora para o futebol brasileiro pós-pandemia, para poder servir de apoio ao elenco principal seja pelo acúmulo de jogos, pela necessidade de corte de gastos e também poderá gerar receita significativa pela negociação de atletas”, diz o documento.

LEIA MAIS

Coronavírus forçará equipe de Portugal a jogar a mais de 1.000km de casa

(Crédito da foto: CBF / Divulgação)