Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Galvão comenta carta de Landim e pontua: “faltou a palavra saúde”

Locutor destacou que o texto foi bem escrito pelo presidente do Flamengo e disse: “me parece precipitado pensar em jogar

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 28 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Crédito: Reprodução/TV Globo

O narrador esportivo Galvão Bueno se mostrou favorável em relação à carta escrita pelo presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, e publicada no site oficial do clube carioca, nesta segunda-feira (25). No texto, o mandatário rubro-negro explica os motivos da reunião que teve com o presidente, Jair Bolsonaro, em Brasília.

No programa Bem Amigos, Galvão destacou que o texto foi bem escrito. Entretanto, faltou um dos principais assuntos em meio à pandemia: a saúde pública.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“Eu mudaria alguns detalhes. A nação rubro-negra é gigantesca, mais de 40 milhões de pessoas, é a maior torcida do país. É realmente uma nação, mas ela pertence a uma nação maior que é a nação brasileira”, iniciou.

“Eu senti falta de uma palavra nessa carta muito bem escrita, muito bem colocada: a palavra saúde, que é a palavra mais importante nesse ano de 2020”, apontou Galvão.

“Eu gostaria de lembrar aqui que desde o ano passado sempre falamos e eu, pessoalmente, muito falei que o Flamengo é exemplo de muita coisa boa administrativamente e esportivamente. Agora, me parece um pouco precipitado pensar em jogar”, acrescentou.

“Jogar juntos com espanhóis, italianos e ingleses porque nós temos no mínimo, estamos defasados em umas seis semanas, em relação ao procedimento em cima dessa pandemia”, prosseguiu.

“Os torcedores já mostraram que não falta a eles paciência e prudência. Eu terminaria dizendo só uma frase: paciência e prudência rimam com ciência”, finalizou Galvão.

Assista à opinião de Galvão Bueno no vídeo abaixo (ver a partir de 3m45):

Leia também:

Neto detona Galvão por cobrar melhorias ao futebol feminino: “fizeram uma Copa e esqueceram”

TV Globo exibe trechos inéditos narrados por Galvão, ao reprisar ouro da seleção no Pan 2007

Galvão não segura choro ao ver reprise do primeiro título de Senna; assista