Inter confirma redução de 25% dos salários; dirigente diz que jogadores “estão preocupados” com o clube e com funcionários

Partiu dos jogadores do Inter a negociação de reduzir os próprios salários em prol da continuidade dos funcionários

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Site Inter

A demissão de 44 funcionários de diferentes áreas do clube na semana passada, eliminando 8% dos postos de trabalho no Beira-Rio, preocupou os jogadores do elenco principal. Nos dias seguintes, lideranças do time de Eduardo Coudet procuraram a direção para negociar uma redução salarial como forma de evitar novas demissões.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

E o denominador comum foi encontrado e anunciado nesta quarta-feira, quando, em nota oficial, a direção informou a redução salarial de 25% no contrato dos jogadores.

“O Sport Club Internacional comunica que, conforme a MP 936, acordou com o grupo de jogadores a redução de 25% nos seus vencimentos durante a pandemia do coronavírus. Compreendendo o momento da instituição, os atletas e direção ajustaram os termos em reunião realizada na manhã desta quarta-feira.

É o segundo acordo firmado com o grupo de jogadores desde a interrupção das competições. Tal medida evitará suspensões de contrato e novas demissões neste momento.

Além disso, o Clube irá realizar a supressão de parte da carga horária do quadro de funcionários, reduzindo, por consequência, 25% dos salários. Profissionais que possuem menores salários terão os pagamentos mantidos na sua integralidade”, diz a nota.

Jogadores “estão preocupados” com o Inter, diz dirigente

A crise imposta pela pandemia do coronavírus, que mantém os jogos paralisados desde o meio de março, não preocupa apenas a direção colorada. Os próprios jogadores do Inter, segundo o executivo de futebol Rodrigo Caetano, evidenciam o temor pelo momento atual.

“Quando falo que o cenário é inusitado, eu falo para todos. Aqui, a gente tem, muitas das vezes, isso não transpira para fora, mas temos um grupo comprometido com o clube. Eles estão preocupados, e existe essa conversa. O desfecho, a gente vem conversando diariamente”, comentou Caetano ao programa Os Donos da Bola, da Rádio Bandeirantes.

Enquanto isso, o Inter segue treinando mantendo todos os cuidados sanitários desde a semana passada. O clube votou favorável à proposta da FGF para o retorno do Gauchão em meados de julho e agosto, com inscrição livre e sem rebaixamento, aprovada por unanimidade nesta quarta.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Barrios revela que recusou proposta do Inter após conquistar a Libertadores de 2017: “Eu respeito o Grêmio”

Lucas Leiva coloca a família para rever a Batalha dos Aflitos e vibra com defesa de Galatto: “Vamos Grêmio”

Bolzan desfaz mito sobre Renato, chama jogador do elenco de “craque” e fala até de Walter

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram