Neto relembra derrota na final do Paulistão de 1993 como momento mais triste no Corinthians: “Meteram a mão na gente”

O ex-jogador e atual comentarista Neto, citou a derrota por 4×0 para o Palmeiras em 93, como momento mais triste com a camisa do Corinthians

Diego Lucio Castro de Oliveira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Corinthians

O Corinthians organizou uma live com três de seus maiores ídolos da história. Ronaldo Giovanelli, Neto e Cássio. E com certeza, coisa boa sairia desse papo. Principalmente, da parte de Neto.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Fala Neto!

O papo era com Cássio sobre o seu pior momento com a camisa do Corinthians. O gigante respondeu que foi em 2016, quando foi para o banco de reservas e brigou com a balança. Ronaldo Giovanelli, como apresentador da live, passou a pergunta para Neto, já citando os problemas de peso que o ex-meia teve na carreira. E o atual apresentador do ‘Donos da Bola’ falou sobre o assunto.

Depois que eu parei de jogar futebol eu engordei 40 kilos. Na verdade, eu nunca fui um jogador profissional, na concepção da palavra. Eu sempre tive problemas de treinamento“, citou Neto, já emendando com aquele que considerava seu pior momento com a camisa do Timão.

Pra mim, o pior momento que eu passei no Corinthians, foi quando nós perdemos o título para o Palmeiras em 93. A gente deu muito mole.

Ronaldo interrompeu Neto, dando uma cornetada na arbitragem daquele jogo histórico.

Mas a gente sabe que não teve só campo.

Neto concordou:

“Sim, meteram a mão na gente! Mas foi um momento muito triste pra mim, tecnicamente e da minha vida profissional.”

Na ocasião citada por Ronaldo e Neto, o Corinthians venceu o jogo de ida da final do Paulistão de 93 por 1×0. Porém, no jogo da volta, o Palmeiras aplicou goleada por 4×0 para ficar com a taça. Da parte alvinegra, existe reclamação até hoje da arbitragem de José Aparecido. O principal lance foi uma entrada criminosa de Edmundo em Paulo Sérgio.

LEIA MAIS
Ronaldo, Cássio e mais; veja os 10 goleiros com mais jogos pelo Corinthians

10 zagueiros que fugiram à regra e se tornaram batedores de falta