Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Por onde andam os jogadores que participaram da primeira conquista de Libertadores do Internacional?

Parte daquele elenco leva a idolatria dos torcedores colorados

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Mossoró esteve na campanha da Libertadores do Inter. Defendeu o Braga (foto), o Basaksehir e atualmente está no Goztepe (Jamie McDonald/Getty Images)

O elenco do Internacional que disputou e conquistou a Copa Libertadores de 2006, com triunfo sobre o São Paulo, que era atual campeão, na decisão, está marcado na história do clube.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Mas por onde andam os campeões com a camisa colorada? Veja abaixo onde está cada jogador que entrou em campo naquela Libertadores:

Marcelo Boeck – Disputou um jogo naquela Libertadores e atualmente defende o Fortaleza, onde é ídolo
Clemer – Titular nas outras 13 partidas do Internacional na competição, o ex-goleiro se tornou treinador e seu último clube foi o Brasil de Pelotas, em 2018
Bolivar – O zagueiro esteve em todos os jogos da conquista e também se tornou treinador. Atualmente comanda o Vila Nova-GO
Ceará – O lateral-direito foi titular em 10 jogos daquela competição. Se aposentou em 2017, no América-MG, mas voltou ao futebol em 2020 para defender o União Luziense, de Minas Gerais
Ediglê – O defensor esteve em dois jogos daquela conquista e seguiu jogando até os 40 anos, quando abandonou o futebol com a camisa do São Raimundo-AM. Atualmente trabalha no Nacional-AM como técnico do time feminino
Fabiano Eller – Dupla de zaga de Bolívar nos 14 jogos, o jogador foi profissional até o ano passado, quando defendeu o São Mateus-ES
Elder Granja – O lateral participou de cinco jogos daquela competição e é mais um campeão. Se aposentou em 2016, no Juventus-SP
Índio – Ídolo do Internacional, Índio esteve em quatro jogos da Libertadores de 2006. Se aposentou com a camisa do clube em 2014 e se tornou funcionário da diretoria. O ex-atleta, porém, foi demitido em 2020 em meio à crise do coronavírus
Rubens Cardoso – O lateral-esquerdo participou de cinco jogos da campanha. Se aposentou em 2012, no Jabaquara-SP. Atualmente é assistente-técnico do Brasil de Pelotas
Adriano Gabiru – O autor do gol do Mundial também é campeão continental e esteve em oito jogos da campanha. O jogador encerrou a carreira em 2017, no Tupy de Crissiumal-RS. Atualmente vive em Curitiba e disputa competições amadoras por lazer
Alex – O ex-meia esteve em oito jogos daquela competição e se aposentou no próprio Internacional em 2016. Fez participações recentes como comentarista do DAZN
Edinho – O volante esteve em 11 dos 14 jogos da campanha, mas se tornou desafeto no clube após declarações quando foi contratado pelo Grêmio há poucos anos. Seu último clube foi o Vila Nova, no ano passado
Fabinho – O volante disputou 12 jogos na Libertadores e se aposentou em 2009, no Fluminense. Atualmente estuda para ser treinador e já fez estágios em vários clubes
Jorge Wagner – O meia foi fundamental na conquista e esteve em 13 jogos. Se aposentou em 2017, no Fluminense de Feira de Santana-BA. Atualmente é empresário e comanda a JW7 Sports & Business
Wellington Monteiro – O volante esteve em três jogos da campanha. Se aposentou em 2018, no Lajeadense-RS
Perdigão – O jogador participou de oito dos 14 jogos e foi importante no título. Se aposentou em 2011, no Guarulhos-SP, e atualmente vive Curitiba, onde mantém negócios
Tinga – Ídolo do clube, fez gol na decisão. Se aposentou em 2015, no Cruzeiro, e assumiu como diretor do clube, mas saiu em 2017. Recentemente foi convidado a fazer parte da Secretaria de Esportes do Governo Federal, mas recusou
Fernandão – Um dos maiores ídolos da história do clube, Fernandão foi o capitão da Libertadores e do Mundial e chegou a ser técnico do clube após a aposentadoria. Morreu em um trágico acidente de helicóptero em 2014
Iarley – O atacante também foi fundamental no torneio. Se aposentou em 2014, no Ferroviário-CE, e atualmente é coordenador técnico da base do Internacional
Michel – O atacante participou de 11 jogos na Libertadores e marcou três gols. Rodou pelo Brasil e se aposentou em 2017, no Brasil de Farroupilha-RS
Marcio Mossoró – O então jovem meia também participou da campanha e fez do Inter seu último clube no Brasil. É ídolo do Braga, de Portugal, e do Basaksehir, da Turquia. Atualmente defende o Goztepe, também da Turquia
Wason Rentería – O colombiano tinha apenas 20 anos quando participou da conquista do Internacional. Se aposentou cedo, aos 31 anos, no Guarani, em 2017
Rafael Sóbis – O ‘Senhor Libertadores’ foi fundamental na decisão contra o São Paulo. Voltou ao Internacional, conquistou a Libertadores de 2010, rodou e esteve no clube até ano passado. Atualmente defende o Ceará.

Leia mais:
Sérgio convidou Marcos para morar em sua casa poucos dias após casar; conheça uma das histórias mais cômicas dos ídolos do Palmeiras