Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

De Leandro a Zé Roberto: 8 jogadores que recusaram a Seleção Brasileira

Alguns atletas tomaram atitudes questionáveis e desistiram da Seleção

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Ben Radford/Getty Images

A Seleção Brasileira pode ser o grande sonho da maioria dos jogadores, mas alguns preferiram recusarem convocações e ficaram de fora de novos chamados.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

Veja 8 jogadores que recusaram a Seleção Brasileira:

Leandro
O lateral Leandro pediu corte da Copa do Mundo de 1986 após Telê Santana dispensar Renato Gaúcho. O atacante do Flamengo foi pego fugindo da concentração ao lado do lateral, que tinha mais prestígio na equipe nacional. Por solidariedade ao amigo e por senso de justiça, Leandro pediu pra ficar de fora do Mundial.

Arilson
Ex-promessa do Grêmio, o meia estava no Kaiserslautern, da Alemanha, quando foi chamado para o Pré-Olímpico de 1996. O atleta surpreendeu e sumiu da concentração para voltar a seu clube. A justificativa foi de que não vinha sendo titular nas partidas.

Mauro Silva
O volante chamou a atenção ao pedir para não ser convocado para a Copa América de 2001, que seria na Colômbia. Isso porque o campeão mundial em 1994 achava o país vizinho muito violento.

Serginho
Ídolo no Milan e no São Paulo, Serginho pediu desconvocação da Seleção em 2002 logo após a Copa do Mundo. Isso porque entendia que não conseguiria ser titular e preferia seguir com foco apenas no Milan.

Zé Roberto
O ex-jogador decidiu negar a convocação para a Copa América de 2007 por entender que seu ciclo havia chegado ao fim após a Copa do Mundo de 2006.

Mario Fernandes
Então promessa do Grêmio, o jogador pediu para ser desconvocado da Seleção Brasileira e sumiu dos radares por vários dias em 2011. Logo depois foi vendido pelo clube gaúcho ao CSKA, da Rússia, e atualmente defende a seleção europeia.

Diego Costa
Já destaque no Atlético de Madrid, o atacante foi convocado por Felipão para amistosos com a Seleção em 2014, mas ficou na reserva. Recebeu o convite da Espanha e em meio a isso voltou a ser chamado pelo treinador, mas recusou e preferiu a seleção europeia.

Rafinha
Atualmente no Flamengo, Rafinha negou convocação para a Seleção em 2015 após perceber que era apenas a quarta opção para a função e que poderia ainda ser chamado para defender a Alemanha. O jogador não quis seguir na seleção na época, mas aguarda nova chance.

Leia mais:
6 jogadores que precisaram de pouco tempo para virarem xodós de grandes torcidas

As melhores notícias de esportes, direto para você