Galvão externa incômodo com 7 a 1, fala pouco e diz: “não gosto de ver”

Locutor esportivo narrou a partida entre Brasil e Alemanha, válida pela semifinal da Copa do Mundo 2014

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 27 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: Reprodução/TV Globo

O narrador Galvão Bueno relatou ao vivo, pela TV Globo, um dos jogos que entraram para a história do futebol mundial. Trata-se da goleada por 7 a 1 sofrida pela seleção brasileira, diante da Alemanha, no dia 8 de julho de 2014. O jogo foi válido pela semifinal da Copa do Mundo do respectivo ano.

No programa Bem Amigos desta segunda (1), Galvão falou pouco sobre a partida que, no domingo (31), foi reprisada pelo canal SporTV.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“Eu narrei o jogo. ‘Lá vem eles de novo’, ‘virou passeio’. Acabou virando meme, uma série de coisas. Eu não gosto de ver não. Confesso que não gosto de ver”, iniciou.

“Eu acho que, talvez, o Felipão tenha feito uma escolha infeliz. Ele tinha duas ausências importantes. O Neymar, que tinha fraturado a vértebra no jogo anterior, contra a Colômbia, e o capitão, Thiago Silva, que tava suspenso”, acrescentou.

No decorrer do comentário, Galvão lembrou que tinha feito uma entrevista com o técnico Luiz Felipe Scolari, dias antes da partida.

Ele questionou se o time deveria entrar mais recuado. Felipão, entretanto, respondeu que o time “não poderia jogar assim (na defesa), tem que continuar ofensivo”.

“(O 7 a 1) É um jogo que não tem muita explicação não. Realmente não tem muita explicação. Quer saber de uma coisa? Eu não gosto de ficar vendo não”, finalizou Galvão.

Leia também:

Galvão comenta carta de Landim e pontua: “faltou a palavra saúde”

Neto detona Galvão por cobrar melhorias ao futebol feminino: “fizeram uma Copa e esqueceram”