Onde está o dinheiro? Relembre as contratações que encheram os cofres do Cruzeiro

Cruzeiro faturou R$ 217,5 milhões com venda de jogadores que passaram pela Toca da Raposa

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação /Cruzeiro

O Cruzeiro não terá vida fácil na temporada de 2020. Afinal, o clube atravessa grave crise financeira e política. Com isso, várias estrelas deixaram a Toca da Raposa após o time ser rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileira: Edílson, Egídio, Fred, Rodriguinho, Thiago Neves, entre outros.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Siga o Torcedores também no Instagram

Como consequência do descenso, o faturamento anual caiu drasticamente. O Cruzeiro, inclusive, sofreu um baque que colocou o clube em outro patamar financeiro. No ano passado, só para exemplificar, o orçamento era de R$ 850 milhões e foi reduzido para R$ 80 milhões. Além disso, o presidente Sérgio Santos Rodrigues estipulou um teto salarial de R$ 150 mil.

A princípio, a diretoria celeste está sendo enérgica nos bastidores promovendo corte de custos e fazendo um realinhamento financeiro. O planejamento para esta temporada, inclusive, prevê contratações pontuais e maior espaço para as divisões de base. O torcedor do Cruzeiro, porém, não se cansa de fazer a pergunta: por onde anda o dinheiro da venda que deixaram o clube nos últimos anos?

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

Por isso, o Torcedores.com relembra as principais negociações do Cruzeiro nas últimas temporadas. O levantamento, porém, não leva em consideração jogadores revelados nas categorias de base. Ou seja, o ranking contempla os atletas que chegaram para reforçar o time e que posteriormente foram vendidos para outros clubes. Confira!

Arrascaeta

O uruguaio atuou pelo Cruzeiro de 20015 a 2018. O craque, nesse ínterim, disputou 186 partidas e marcou 49 gols. Além disso, o gringo venceu duas Copas do Brasil e um Campeonato Carioca. Em 2019, Arrascaeta foi negociado com o Flamengo que pagou R$ 63,7 milhões. O astro é, portanto, a maior contratação da história do futebol brasileiro.

Diogo Barbosa

O lateral-esquerdo foi destaque do Cruzeiro na conquista da Copa do Brasil de 2017. Com a camisa celeste, ele disputou 59 partidas e marcou 2 gols. Com passagens por Vasco e Botafogo, Diogo Barbosa foi vendido para o Palmeiras por R$ 17 milhões. Recentemente, o defensor teve o nome especulado em uma possível volta para a Toca da Raposa.

Egídio

O lateral-esquerdo teve duas passagens pelo Cruzeiro. A primeira foi de 2013 a 2014, enquanto a segunda foi de 2018 a 2019. Ele, nesse ínterim, venceu dois Brasileiros, duas Copas do Brasil e três Mineiros. Em 2015, Egídio foi negociado por R$ 6,4 milhões com o Dnipro, da Ucrânia.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Éverton Ribeiro

Considerado um dos maiores jogadores da história do Cruzeiro, Éverton Ribeiro foi astro do time na conquista de dois títulos do Campeonato Brasileiro e um Campeonato Mineiro. De 2013 a 2014, ele disputou 108 partidas e marcou 23 gols. Posteriormente foi negociado com o Al Ahli, dos Emirados Árabes, por R$ 25 milhões.

Federico Mancuello

O argentino chegou como grande reforço no Cruzeiro. Mancuello, porém, não conseguiu repetir o bom futebol que teve com a camisa do Independiente. Em 2018, o gringo teve passagem apagada pela Toca da Raposa. Ele, nesse ínterim, disputou 38 jogos e marcou 3 gols. Por isso, o meia-ofensivo foi negociado com o Toluca, do México, por R$ 4,2 milhões.

Gomes

Revelado pelo Democrata de Sete Lagoas, o goleiro foi contratado pelo Cruzeiro em 2002. Ele defendeu a meta da raposa por três temporadas. O arqueiro, nesse ínterim, disputou 88 partidas. Além disso, Gomes venceu a Tríplice Coroa em 2003: Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. Por isso, o jogador foi comprado pelo PSV, da Holanda, por R$ 4,5 milhões.

Lucas Romero

“El Perro”, como é conhecido pela imprensa argentina, teve passagem marcante pelo Cruzeiro de 2016 a 2019. Ele, nesse ínterim, atuou em 149 partidas e marcou 3 gols. Além disso, venceu duas vezes a Copa do Brasil e o Campeonato Mineiro. Lucas Romero, porém, foi negociado para reforçar as finanças do clube. No ano passado, o Independiente pagou R$ 9 milhões para adquirir o passe do argentino.

Marcelo Moreno

Revelado pelo Oriente Petrolero, da Bolívia, o atacante é considerado um dos maiores ídolos da história do Cruzeiro. O boliviano acumula três passagens pela Toca da Raposa. Ele, nesse ínterim, disputou 90 partidas e marcou 44 gols. Marcelo Moreno deixou o clube pela primeira vez em 2008. Na ocasião, o Shakthar Donetsk, da Ucrânia, pagou R$ 23,5 pelo jogador. Recentemente, o gringo voltou ao futebol brasileiro para defender o Cruzeiro na Série B.

Ricardo Goulart

Ao lado de Éverton Ribeiro, o craque foi um dos destaques do Cruzeiro na conquista do bicampeonato Brasileiro em 2013 e 2014. Ele, nesse ínterim, disputou 106 partidas e marcou 38 gols. Logo após se destacar com a camisa celeste, Ricardo Goulart foi negociado por R$ 48 milhões com o Guangzhou Evergrande, da China.

Walter Montillo

O craque defendeu o Cruzeiro de 2010 a 2013. Ele foi contratado pelo clube após se destacar pela Universidad de Chile. Com a camisa celeste, Montillo disputou 122 partidas e marcou 36 gols. Apensar de ter vencido somente o Campeonato Mineiro de 2011, o gringo é considerado um dos maiores jogadores argentinos que passou pelo futebol brasileiro. Logo depois, o camisa 10 foi vendido por R$ 16,2 milhões para o Santos.

LEIA MAIS:

Das apostas ao ídolo Fernandão: relembre as contratações que renderam um bom dinheiro ao Internacional