Sucesso no Velho Continente: 5 jogadores que não foram bem no Brasil, mas se destacaram na Europa

Brasil tem histórico de jogadores que saíram sem tanto alarde e ganharam destaque jogando na Europa com ótimas atuações e títulos

Luis Feitosa
Jornalista graduado e amante de futebol e futebol americano

Crédito: Bruno Pires/EuroFootball/Getty Images

Muitos jogadores saem do Brasil sem chamar tanta atenção pelo futebol apresentado aqui. No entanto, as apostas de alguns times europeus dão certo e se transformam em grandes personagens em campanhas históricas e de títulos.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Nos últimos anos, a quantidade de desconhecidos que se dão bem no Velho Continente aumentou e alguns exemplos deixam bem claro que há muito espaço fora do seu país natal. Com isso, o Torcedores separou cinco nomes que inclusive tiveram passagem pela seleção brasileira.

Tiquinho Soares

Um dos jogadores que saíram desconhecidos do Brasil e que cresceu fora foi Tiquinho Soares. O brasileiro rodou por muitos clubes pequenos em seu país natal desde 2014 até chegar em Portugal no ano seguinte. Com passagens por Nacional, Vitória de Guimarães e atualmente o Porto, o atacante se deu bem na equipe azul onde está há quatro temporadas e tem sido muito utilizado. Foram 86 gols em 205 jogos com dois títulos na bagagem – o Campeonato Português e a Supertaça de Portugal.

Fabinho

A carreira no Brasil de Fabinho durou apenas na base do Fluminense. A rápida passagem pelas Laranjeiras fez com que o volante rodasse por Real Madrid, Mônaco e o Liverpool. Com ótimas apresentações na França e Inglaterra, o jogador ganhou destaque e conseguiu mostrar todo o seu talento que o levou até a seleção brasileira. São 338 jogos no Velho Continente e as principais conquistas sendo com os Reds na Champions League, Mundial de Clubes e a Premier League.

Firmino

Roberto Firmino nasceu para o futebol de base no CRB e terminou sua formação no Figueirense. Em apenas um ano no time catarinense, o atacante fez 12 gols em 51 jogos e se mudou para o futebol alemão. No Hoffenheim, o jogador ficou por muitos anos como um ‘desconhecido’ até ser convocado por Dunga para a seleção brasileira. A convocação fez com o camisa 9 ganhasse maior visibilidade e atingiu seu ápice na carreira no Liverpool. Na equipe inglesa, Firmino ganhou seus principais títulos e é um dos jogadores fundamentais da equipe de Jurgen Klopp. Com as conquistas da Champions League, Premier League, Mundial de Clubes e Supercopa Europeia, Firmino é um dos grandes brasileiros que se deram bem fora do seu país natal.

Willian

Formado na base do Corinthians, Willian teve apenas uma temporada no Brasil com o fator negativo de estar no time que foi rebaixado em 2007. Com boas apresentações no ano ruim do Timão, o atacante foi negociado com o Shakhtar Donetsk e iniciou sua carreira de sucesso com passagens pelo Anzhi e pelo Chelsea. Ao todo, Willian soma 12 anos de carreira no Velho Continente com 18 títulos sendo 2 edições da Europa League, duas Premier League, Copa da Inglaterra, Copa da Liga Inglesa, Taça da Rússia, cinco Ligas Ucranianas, 4 Taças da Ucrânia e 2 Supertaças da Ucrânia.

Hulk

A carreira de Hulk começou em 1999 ainda na base do Serrano, da Paraíba. Com passagens por São Paulo e Vitória até a elevação ao profissional no Leão, o atacante teve apenas dois com a equipe baiana. Depois, o jogador rodou pelo futebol japonês até chegar em 2008/09 ao Porto quando atingiu seu ápice na carreira e o sucesso atrair os olhares do Zenit. Em uma grande passagem pela Europa, Hulk somou 318 jogos e 155 gols além de 15 títulos com destaque para Europa League de 2010/11 e quatro campeonatos nacionais com os portugueses.

LEIA MAIS:

Atlético: Plantel pequeno? Veja qual é a posição mais carente do elenco do Galo e opções para reposição

Havertz, Hakimi e mais: os jogadores que disputaram a Bundesliga e podem ir para grandes europeus com o fim da temporada

Onda gringa: relembre 5 jogadores estrangeiros sondados pelo Botafogo