Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Arnaldo Ribeiro detona administração de Leco no São Paulo: “Não existe possibilidade de um mandato pior que o dele”

Para jornalista, “não existe possibilidade de um mandato pior que o de Leco”; Arnaldo Ribeiro relembrou antigos presidentes e o passado de candidatos

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: SporTV/Reprodução

A gestão de Carlos Augusto de Barros e Silva, popularmente conhecido como Leco, na presidência do São Paulo começou em 2015. Por se encerrar no final de 2020, sairá sem ser campeão enquanto mandatário do Tricolor – algo pouco comum na história. Arnaldo Ribeiro, em live no canal Arnaldo e Tironi, mantido por ele e pelo também jornalista Eduardo Ribeiro, detonou a administração do atual presidente são-paulino.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

Nas palavras de Arnaldo Ribeiro, o mandatário deixa o pior dos mundos para o sucessor. “Não tem como, na minha opinião, não existe possibilidade de um mandato pior que o do Leco. Pode botar um cone, um banana, um lunático, não dá para ser pior. A gestão Leco acaba com um fracasso absurdo – também financeiro. Com o adendo de chamuscar ídolos do passado. Ele não conseguiu nem ser presidente nem administrar o futebol”, destacou.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

Passado e futuro

Arnaldo Ribeiro também relembrou outro presidente recente da história tricolor. “O Juvenal Juvêncio, como homem de futebol, foi ótimo. Como presidente, se perdeu”, destacou o jornalista.

O passado de futuros candidatos à presidência, já confirmados ou especulados, também foi esmiuçado por Arnaldo Ribeiro. “Todos os atuais candidatos à presidência do São Paulo apoiaram o Leco na última eleição. Eles não são do atual governo. O Marco Aurélio Cunha, inclusive, chegou a ser o supervisor de futebol em um momento no qual o clube estava para ser rebaixado. Ele foi um dos mentores da escolha do Rogério Ceni como técnico lá atrás. Os dois são espertos. O MAC é mais do gramado, sente o cheiro da grama, o Casares é mais institucional – mas ele já sacou que ele tem que tomar conta do futebol”, finalizou Arnaldo Ribeiro.

LEIA MAIS
Rogério Ceni surpreende: “Fiz o mesmo trabalho no Fortaleza e no São Paulo”
Bruno Alves celebra boa fase no São Paulo: “Melhor ano da carreira”
No Twitter, São Paulo comemora 25 anos do bicampeonato Mundial de Clubes

As melhores notícias de esportes, direto para você