Deathloop: jogador poderá controlar vilã do jogo

Deathloop chega no final de 2020 no PlayStation 5 e PC

Pietro Cardoso
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação

O diretor de Deathloop, Dinga Bakaba, revelou novas informações sobre o jogo em entrevista ao portal VG247. Desenvolvido pela Arkane Lyon, produtora da série Dishonored, o game chamou a atenção quando revelado na E3 2019.

De acordo com o diretor, os jogadores poderão escolher qualquer tipo de abordagem ao longo da partida, “barulhento ou furtivo, mas sem perder o conteúdo”. O principal, segundo Bakaba, é aprender as rotinas diárias dos NPCs.

“Aprender um pouco mais sobre os alvos, o que eles fazem, quem são, o que os faz funcionar, quais são suas fraqueza, tentando alinhá-los perfeitamente, é o núcleo do jogo. Você precisa fazer uma corrida perfeita e precisará de muito conhecimento e compreensão.”

Além disso, o diretor revelou que a antagonista, chamada Julianna, pode ser controlada por um humano ou por IA. A personagem, que tentará impedir o protagonista de atingir os alvos, possui poderes e muitas ferramentas.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

O jogo se passa em Blackreef, um local fictício inspirado nas Ilhas Faroé e ambientado nos anos 60. A história apresenta o personagem Colt com a missão de matar oito alvos para acabar com o loop temporal.

Deathloop tem previsão de lançamento para o final de 2020 no PlayStation 5 e PC.

LEIA MAIS