Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Futebol: 6 jogadores que mudaram de nome ao longo da carreira

Vários profissionais da modalidade já mudaram a identidade ao longo da carreira

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 28 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Crédito: Reprodução/Twitter Tottenham

Ao longo da história centenária do futebol, vários jogadores pediram para ter a identidade modificada. Seja para evitar comparações com profissionais que fizeram história no passado, serem convocados para defender seleções de menor porte, ou evitar apelidos. Veja a seguir seis boleiros que mudaram de nome:

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

1- Elkeson

Aniversariante desta segunda-feira (13), o brasileiro se chama “Ai Kesen” desde 2019. Com a mudança, o jogador passou a defender a seleção da China. Elkeson está no futebol chinês desde 2013.

2- Kaká

Eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em 2007, o ídolo da torcida são-paulina também fez mudanças, porém mais sutis. No começo da carreira, ele era conhecido como “Cacá”. Quando começou a ganhar destaque, trocou o “C” pelo “K”.

3- Lucas Moura

Atualmente no Tottenham, o atacante era conhecido, até 2010, como Marcelinho. O jogador, contudo, pediu que a imprensa o chamasse pelo nome de batismo.

“É até uma questão de honra usar o nome que o meu pai me deu”, justificou Lucas Moura, aos 18 anos, quando começou a se destacar pelo São Paulo.

4- Casemiro

O jogador defendeu a seleção brasileira na Copa do Mundo sub-17 de 2009. Na época, o meio-campista do Real Madrid era conhecido como “Carlão”. No ano seguinte, adotou o nome que usa até hoje.

5- Dentinho

Hoje no futebol ucraniano, o atacante foi promovido pelo Corinthians sendo chamado Bruno Bonfim. Mas a falta de gols pesaram para a mudança.

“Na base de Corinthians começaram a me chamar de Dentinho. E quando me promoveram a profissional colocaram Bruno Bonfim na minha camisa, que é como aparece nos meus documentos. Mas o Bruno Bonfim não fazia Gols! Quando acabou a temporada, pedi ao clube para que mudassem”, explicou, ao jornal El País.

6- Diego Tardelli

Quando criança e ainda residente no município de Santa Bárbara d’Oeste, o hoje atacante do Atlético-MG pintou os cabelos de loiro para imitar o ex-jogador Dinei.

O apelido vingou e o atleta disputou a Copinha 2003 como “Dinei”. Ao subir para os profissionais do São Paulo, passou a ser chamado pelo nome.

Leia também:

Futebol: 4 profissionais que rescindiram contrato por problemas familiares

Futebol: 9 jogadores que já foram suspensos por doping