Santos: Jean Mota chega a 250 jogos e posta mensagem nas redes

Jogador alcançou marca pelo profissional na derrota do Peixe para o Novorizontino

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Ivan Storti/Santos FC

O Santos perdeu de virada para o Novorizontino por 3 a 2 na última rodada do Campeonato Paulista. Mas para um jogador, o meio-campista Jean Mota, a partida teve algo positivo: alcançar a marca de 250 jogos na carreira profissional.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

A marca foi alcançada na partida contra o time de Novo Horizonte e mereceu postagem do jogador nas redes sociais, que lembrou as dificuldades da carreira de um jogador no futebol brasileiro para alcançar tal marca.

“Ser um jogador de futebol do Brasil não é das coisas mais simples. Entre milhões de garotos e garotas que buscam uma carreira profissional. São poucos que conseguem, e isso não é fácil. Ser jogador de futebol do Brasil não é tarefa das mais simples. Mas é uma das carreiras mais prazerosas”, declarou.

Ver essa foto no Instagram

Ser um jogador de futebol no Brasil não é tarefa das mais simples. Entre milhões de jovens garotos e garotas que buscam uma carreira profissional, são poucos os que conseguem. Não é fácil. E quem consegue, ainda precisa lidar com a pressão do dia a dia, do condicionamento, família, clube, imprensa… Não é fácil. Também não é simples a rotina exaustiva de treinamentos para estar sempre na melhor forma possível, de entrar em campo duas vezes por semana, de disputar campeonatos duríssimos, de vencer, empatar, perder, de lutar todos os dias para manter aquele sonho vivo… Não é fácil. Ser um jogador de futebol no Brasil não é tarefa das mais simples. Mas com certeza é das mais prazerosas. A dificuldade faz parte de qualquer profissão e da vida de todos nós, cada uma com suas nuances. E a rotina dura é necessária para que você nunca se acomode e sempre busque o melhor. A pressão existe e a pressão ajuda. Não é fácil, mas não há nada melhor. Por 250 vezes em minha carreira, eu subi aos gramados como um jogador profissional. E sempre terei em mente que por 250 vezes, eu subi os degraus que levavam do vestiário ao campo com a plena certeza de que não estou trabalhando, estou vivendo o meu sonho. Com as camisas da Portuguesa, do Fortaleza e do Santos, vivi e vivo o sonho que tantos jovens ainda não conseguiram atingir. Por 250 vezes, e por muitas mais que ainda estão por vir, fui feliz. Esse texto não é apenas uma forma de celebrar essa marca tão importante em minha carreira, mas também deixar um recado para você que está lendo e tem esse sonho que eu tive quando jovem. Eu consegui e você também pode. Vá em busca dos seus sonhos. Lute, tente, ouça um não e corra atrás do sim. Faça tudo com o mesmo prazer e vontade. Erre, acerte, insista. Por 250 vezes, eu repeti essa mesma rotina, e, hoje, posso dizer que realizei o meu sonho. Obrigado, Portuguesa! Obrigado, Fortaleza! Obrigado, Santos! Meu eterno agradecimento por me ajudarem a ser 250 vezes mais feliz. #GlóriaaDeus💙🙏

Uma publicação compartilhada por Jean Mota (@jeanmota93) em

“Por 250 vezes na carreira, subi aos gramados como jogador de futebol profissional. E sempre tive em mente que, por 250 vezes, subi os degraus que levavam o vestiário ao campo, com a plena certeza de que não estou trabalhando e sim, vivendo um sonho. Por 250 vezes, e muitas mais que estão por vir, estive feliz”, escreveu o meia santista.

Além de falar sobre as dificuldades, Jean Mota agradeceu ao Santos, à Portuguesa e ao Fortaleza, clubes pelos quais passou pela carreira pelo fato de ter conseguido realizar o sonho de ser jogador de futebol profission.

LEIA MAIS

Santos: Jesualdo lamenta expulsão de Uribe em derrota para Novorizontino

(Crédito da foto: Ivan Storti/Santos FC)