São Paulo, Sport e Figueirense: veja os números de Milton Cruz como técnico

Treinador trabalhou pela última vez no Sport, onde acabou entregando o cargo após um curto período no comando do Leão

Cido Vieira
Jornalista em formação, e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com, trabalho como setorista do Botafogo e futebol nordestino

Aniversariante deste sábado(01), o ex-atacante e agora técnico Milton Cruz está disponível no mercado. Depois de um longo tempo atuando como coordenador técnico do São Paulo, o profissional resolveu ingressar no novo desafio no próprio clube do Morumbi, mas teve uma saída conturbada e repleta de mágoas, concretizada em 2016.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Depois de comandar o Tricolor, e ser demitido, não retornando para sua função anterior, Milton Cruz teve passagens curtas pelo Náutico e Sport, e ainda teve uma sequência maior no Figueirense, onde se sagrou campeão estadual em 2018. Na temporada passada, ele aceitou o desafio de treinar o Leão pernambucano, onde faturou o título do certame estadual, mas só permaneceu por sete partidas.

Após pressão nos bastidores por conta de duas derrotas seguidas, o treinador surpreendeu ao colocar o cargo à disposição. Desde então, ele ainda busca no um novo projeto para tocar.

CONFIRA ABAIXO NÚMEROS DE TREINADOR:

Sport – 7 jogos – 4 vitórias

Figueirense – 68 jogos – 31 vitórias

Náutico – 12 jogos – 5 vitórias

São Paulo – 37 jogos – 22 vitórias

MÁGOA

Um ano depois de ter deixado o Tricolor do Morumbi, Milton veio à público e externou o seu descontentamento com a postura da diretoria do São Paulo em demiti-lo tão rapidamente, mesmo ele tendo mais de décadas de serviços prestados para o clube.

Foram quase 23 anos como funcionário, sem contar o tempo como jogadorNão digeri porque me demitiram em 30 segundos. Tenho uma história no clube. Não estava no São Paulo havia dois dias. Não foi legal do jeito que foi feito. Poderia me demitir, não tem problema, ele (Leco) pode escolher com quem trabalhar. Não aceitei e não aceito até hoje. Isso me magoou muito. Fiz muitas coisas pelo São Paulo. Ganhei títulos, conquistas importantes, Libertadores, Mundial, quatro Brasileiros… Ajudei na montagem do time campeão do mundo. Revelei jogadores, Kaká, Lucas, Hernanes, Breno, Tardelli, Rodrigo Caio… Fiquei muito magoado pela maneira que foi“, afirma Milton.

LEIA MAIS: