Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Willian comanda vitória do Arsenal em sua estreia oficial pelo clube

Brasileiro teve grande atuação na vitória do Arsenal contra o Fulham, com três assistências

Flavio Souza
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação / Twitter oficial Arsenal

O Arsenal começou sua temporada em grande estilo. Com a estreia de Gabriel Magalhães na zaga os Gunners venceram o Fulham pelo placar de 3 a 0. Mas o grande destaque da partida foi Willian. Formando o trio de ataque com Lacazette e Aubameyang, o brasileiro foi o nome do jogo.

Show de Willian

Jogando aberto pela direita, o brasileiro foi o responsável pelas melhores jogadas e foi importante em todos os gols marcados pelo Arsenal. Logo aos 9 minutos, Willian finalizou para defesa de Rodak. Lacazette foi rápido e finalizou no rebote, marcando o primeiro gol do time na temporada.

Aos 27 minutos o jogador acertou uma linda cobrança de falta, mas a bola carimbou na trave, evitando seu primeiro gol pelo novo time.

Já no segundo tempo, logo aos dois minutos, foi a vez de Willian dar mais brilho para a estreia de Gabriel Magalhães. O meia-atacante cobrou escanteio e o zagueiro ampliou o placar, marcando um gol em sua primeira partida oficial pelos Gunners.

A grande atuação foi encerrada aos 12 minutos. Lançamento de Willian para Aubameyang, que dominou na ponta esquerda e fez um golaço, marcando o terceiro gol do Arsenal na partida.

Apenas três assistências para Willian nos seus primeiros 57 minutos da sua estreia



Destaque para Gabriel Magalhães

O jovem zagueiro brasileiro (22 anos), revelado no Avaí, foi contratado junto ao Lillie para a temporada 2020-21. Além da atuação segura na zaga, o jogador conseguiu uma importante marca na sua estreia.

Ele se tornou o décimo jogador do Arsenal a marcar um gol em sua primeira partida pelo clube na Premier League

Adoro um gol na estreia!



LEIA MAIS:

Uefa anuncia mudança de local e revela quando será sorteio e premiação da Liga dos Campeões

Al-Nassr faz proposta por Özil e Arsenal diz que negociação só depende do jogador